Apesar da crise econômica nacional, que afeta sobremaneira o Amazonas, o Estado tem mantido em dia o pagamento dos servidores e o repasse aos poderes. E com relação aos fornecedores, o pagamento tem sido no menor tempo possível, na medida em que vão ingressando recursos no caixa do Estado, para que os serviços essenciais à população sejam mantidos em bom funcionamento, mesmo diante das atuais dificuldades econômicas. Infelizmente, essa não é a realidade de muitas federações do País, que estão tendo que parcelar até mesmo o salário do funcionalismo público.

Portanto, em nenhum momento, mesmo com a acentuada queda da arrecadação própria, o Estado atrasou o pagamento dos funcionários públicos, mantendo inclusive a política de antecipar o 13° Salário no meio do ano. Em julho, o Governo do Amazonas antecipou 30% do valor do benefício, sendo que o restante será pago em dezembro, também assim respeitando a legislação que rege o pagamento do 13°.

É dessa forma que o Governo do Amazonas vem enfrentando a crise, com redução dos gastos, priorizando o funcionalismo, a manutenção dos serviços essenciais, na expectativa que a economia nacional entre em uma fase de recuperação a partir do final deste ano.

faça um comentários
Carregar mais artigos relacionados
Carregar mais em Amazonas
Comments are closed.

Check Also

Vulgo ‘Dois Reais’ é preso com munição cal.40 em Humaitá

Força Tática do 4°BPM (Humaitá) efetuou a prisão de Jhon Vagner Souza da Silva, 26 anos, m…