Casal seguia de Humaitá (AM) para Porto Velho, quando o carro capotou.
Criança foi achada em estado de choque por moradores de uma fazenda.

Carro fica totalmente Destruido. (Foto divulgação)
Carro fica totalmente Destruído. (Foto divulgação)

Humaitá-AM. Uma menina de quatro anos, que sofreu traumatismo leve no crânio, foi a única sobrevivente de um acidente automobilístico nesta sexta-feira (25), no Km 701da BR-319, a 30 quilômetros de Humaitá (AM). Conforme a Polícia Rodoviária Federal (PRF), a criança viajava com os pais quando o veículo em que eles estavam derrapou e saiu da pista, capotando logo em seguida. Dilson Braga Mesquita, 43 anos, e Raquel Rodrigues do Carmo, 21. Os dois morreram na hora.

O acidente aconteceu quando o casal retornava para Porto Velho, onde possuem casa, depois de terem visitado a casa de parentes em Humaitá. O acidente aconteceu em frente a uma fazenda. Após a batida, os moradores do local encontraram a menina chorando, em estado de choque, na margem da rodovia.

Após ser socorrida, a criança foi encaminhada ao hospital regional de Humaitá e, em seguida, transferida para Porto Velho na companhia de parentes.

PRF acompanha acidente na BR 319. Foto: Divulgação)
PRF acompanha acidente na BR 319. Foto: Divulgação)

Segundo a PRF, logo após o acidente foi feito vistoria na pista, mas a causa do acidente ainda não foi identificada. Um policial rodoviário, Jerson Auler, de Humaitá, disse que as causas podem ser várias, desde mal subido do motorista a problemas mecânicos no carro.

De acordo com ele, o veículo foi recolhido para o pátio da Polícia Civil em Humaitá e deve passar por inspeção técnica. Os corpos do casal foram removidos ao Instituto Médico Legal (IML) e, posteriormente, liberados pra família.

*Jornal de Humaitá – Com informações da assessoria.

Carregar mais artigos relacionado
Carregar mais em Brasil
Comentários estão fechados.

Verifique também

Crescimento do PIB confirma acerto das reformas

A revisão da estimativa oficial de crescimento do PIB brasileiro, para 1,1% em 2017 e 3% e…