Na próxima sexta-feira, dia 2 de dezembro, o Brasil inteiro estará mobilizado no “Dia D” de Combate ao Aedes aegypti, transmissor da Dengue, Zika Vírus e da Febre Chikungunya. A mobilização é o ponto de partida da campanha nacional para intensificar as ações de prevenção ao mosquito que se tornou o inimigo público número um da saúde no Brasil. No Amazonas, a Praça Heliodoro Balbi, popular “Praça da Polícia”, será o ponto central do evento, sob a coordenação do Governo do Estado e da Prefeitura de Manaus, que contará com a presença do Ministro da Integração Nacional, Helder Barbalho e autoridades locais.

Para dar mais peso às ações, o Governo Federal está enviando um ministro de Estado a cada capital. A programação inicia às 8h30 com a entrega simbólica pelo ministro Helder Barbalho de veículos tipo Doblô para as ações de vigilância dos municípios de Manaus e Humaitá, que serão contemplados com um veículo cada e dois para o Governo do Estado para fortalecer as ações da Fundação de Vigilância em Saúde (FVS). Haverá apresentações culturais (Garis da Alegria), atividades físicas com educadores físicos e ações de saúde, como verificação de Pressão Arterial, de Glicemia, massagem e exposições.

Coordenada em nível local pela FVS e Secretaria Municipal de Saúde (Semsa), a campanha envolverá outros órgãos, como a Secretaria Estadual de Saúde (Susam), secretarias de Educação do Estado (Seduc) e Municipal (Semed), Secretaria Municipal de Meio Ambiente (Semmas), Defesa Civil do Estado e Município, as Forças Armadas (Exército, Marinha e Aeronáutica) e a Unicef. A estratégia para o Dia D é unir forças numa grande cruzada contra o mosquito que vai continuar nos dias seguintes com mobilização social, visita às casas e trabalho educativo para orientação à população.

Brigada escolar – O ministro ainda deverá conhecer um modelo do projeto de Brigada Escolar, da Escola Estadual Pedro II, no Centro. De acordo com o diretor-presidente da FVS, Bernardino Albuquerque, o Amazonas é uma referência nacional na implantação das brigadas escolares contra o Aedes aegypti. “O Amazonas tem mais de 2 mil brigadas escolares, todas as escolas estaduais e municipais têm brigadas que realizam vistoria uma vez por semana para evitar a proliferação do mosquito”, revela. Ainda segundo ele, a mobilização contra o mosquito irá alcançar os municípios que, assim como Manaus, terão programação própria.

De acordo com a subsecretária municipal de Saúde, Lubélia Sá Freire, também estarão em ação as 2.468 brigadas estaduais e municipais, criadas nas instituições públicas e privadas, os agentes de saúde de todos os Distritos da capital, as 228 Unidades Básicas de Saúde e toda a rede de Estratégia de Saúde da Família (ESF) que, além do envolvimento nas visitas casa a casa, organizarão palestras, rodas de conversa, orientação aos usuários, com apresentação de vídeos e distribuição de impressos nessas unidades.

*Jornal de Humaitá – Com informações da assessoria.

Load More Related Articles
Load More In Brasil
Comments are closed.

Check Also

Filho ilustre de Humaitá é preso na 2º fase da operação Maus Caminhos

Manaus.  Polícia Federal deflagrou nesta quarta-feira (13) a segunda fase da Operação Maus…