Com articulação do Governador do Estado, José Melo, o Amazonas começa a escrever um novo capítulo do esporte local. Isso porque, em reunião realizada nesta terça-feira, dia 1°, na cidade do Rio de Janeiro, o titular da Secretaria de Estado de Juventude Esporte e Lazer (Sejel) conquistou um dos legados olímpicos mais importantes da Rio 2016: a piscina olímpica. Toda a estrutura será doada ao Estado e montada na Vila Olímpica da capital amazonense, localizada no Dom Pedro.

A piscina é da marca Myrtha Pools, uma empresa italiana líder no setor de natação e reconhecida como a melhor no mercado europeu. O material mede 50×25 metros, tem 2 metros de profundidade e 15 anos de garantia de vazamento. Com avançada tecnologia, sua estrutura permite um processo de renovação para montagem, incluindo paredes, revestimento do pavimento, e calhas de transbordamento separadamente ou em combinação, sendo que não necessita de quaisquer trabalhos de demolição.

“Há dois meses venho conversando diretamente com o secretário de Alto Rendimento do Ministério do Esporte, Luiz Lima, e após constantes reuniões hoje recebemos a definição que Manaus será contemplada com este legado olímpico. A entrega, juntamente com a montagem, devem durar cerca de oito meses e em 2017 poderemos voltar com treinamentos, campeonatos locais, nacionais e internacionais, dando oportunidade aos nossos atletas e desvendando talentos”, destacou o secretário da Sejel, Fabricio Lima.

Disseminação do esporte – A piscina doada custa R$ 5 milhões e a mesma será doada pelo Ministério do Esporte, através de uma parceria com a Aeronáutica. Em contrapartida, o Governo do Amazonas irá arcar com a operação de transporte do material, algo em torno de R$ 48 mil. A Aeronáutica ainda irá custear também a montagem e homologação da Federação Internacional de Natação (FINA).

Para o secretário de Alto Rendimento, Luiz Lima, a piscina em Manaus irá possibilitar a disseminação de todos os desportos aquáticos, não somente a natação, como também do Polo Aquático, Triathlon, Salto Ornamental e Nado Sincronizado. Além disso, o Amazonas ainda vai herdar 10 blocos e a caldeira de aquecimento.

“É bem emblemático levar essa piscina para Manaus e algo maravilhoso para o Ministério, pois todo o equipamento já chega à cidade com uma história, pois nesta piscina os recordes foram batidos e ídolos nadaram. Poder realizar esta parceria, que inclui os blocos e a caldeira, me deixa feliz, principalmente por saber que vai resgatar o desporto aquático local do Amazonas. Não tenho dúvidas que será um material bem utilizado”, destacou Lima.

Segundo o representante da Myrtha Pools, Haller Freitas, a instalação da piscina dura até 90 dias e a entrega deve ser feita em meados de agosto. “O engenheiro e arquiteto da Sejel verificaram nesta manhã todo o material da piscina e começamos a realizar os estudos para a fixação da piscina e sua estrutura. Essa piscina tem chancela internacional e conta com jatos assinados por uma empresa alemã, que não passa corrente e, consequentemente, não faz interferência no nado. Além disso, economiza 70% do cloro”, destacou.

Presente na reunião, o responsável pela assessoria de engenharia da Sejel, Agilson Leonel, explicou que a reforma da piscina da Vila Olímpica iniciou em agosto de 2015 e por questões burocráticas o projeto ainda estava em processo. Com a conquista da doação, o projeto será adaptado. “Vamos trabalhar dia e noite para adaptar este legado olímpico à Vila. O recurso previsto será reaplicado, por orientação do secretário Fabrício Lima, na estrutura do complexo esportivo, investindo em outras áreas da Vila, como da musculação, vestiários e demais. Isto é uma vitória do esporte”, destacou Agilson.

faça um comentários
Carregar mais artigos relacionados
Carregar mais em Amazonas
Comments are closed.

Leia mais

CONFIRMADO FINAL DO CAMPEONATO HUMAITAENSE DE 2017

Em reunião realizado ás 10:00 horas da manhã na sede LHDA (Liga Humaitaense de Desportos A…