Com o objetivo de criar soluções tecnológicas para problemáticas que afetam a população amazonense, um grupo de 25 estudantes da rede pública de ensino está participando do Desafio SECOP 2016. O melhor projeto será escolhido através de voto popular e ganhará o Prêmio Aristóbulo Angelim, que reconhece práticas inovadoras e revolucionárias.

A iniciativa faz parte da 44ª edição do Seminário Nacional de Tecnologia da Informação e Comunicação para a Gestão Pública (SECOP), que ocorrerá em Manaus, entre os dias 9 e 11 de novembro. A exposição dos projetos e a premiação do vencedor serão realizadas durante o evento.

De acordo com um dos responsáveis pelo desafio, o professor Glauco Aguiar, os participantes estão recebendo treinamento técnico para auxiliar na criação das propostas. “As aulas ocorrem até o dia 7 de novembro, envolvendo conteúdos como robótica, prototipagem eletrônica, criação de aplicativos, impressão 3D e outros. O objetivo é ampliar o conhecimento sobre como a tecnologia pode ser uma ferramenta fundamental para transformação social, além de ajudar a despertar o inventor que vive dentro de cada um”, ressaltou.

Como resultado, os participantes já começaram a se destacar no cenário tecnológico do Estado. Recentemente, um time formado por alunos do programa conquistou o terceiro lugar no 2º Campeonato de Robótica, realizado durante a Semana Nacional de Ciência e Tecnologia no Amazonas (SNCT).

“Eles desenvolveram, em apenas dois dias, um robô autônomo que segue linha, desvia de obstáculos, sobe e desce rampas e completa determinadas missões pré-definidas. É uma grande conquista, tendo em vista o pouco tempo de preparação e o nível dos competidores. O que me deixa mais feliz ainda com o resultado obtido”, afirmou Aguiar.

Sobre o prêmio

O prêmio que será entregue à iniciativa vencedora leva o nome do professor, economista, analista de sistemas e assessor da presidência da empresa de Processamento de Dados Amazonas S.A (PRODAM), Aristóbulo Angelim. A honraria foi criada pela Associação Brasileira de Entidades Estaduais de Tecnologia da Informação e Comunicação (ABEP), em razão de sua notória contribuição ao setor público, além do trabalho desenvolvido como professor, ajudando na formação de vários profissionais da área de tecnologia.

Fotos: Divulgação

Por: Glauco Aguiar

faça um comentários
Carregar mais artigos relacionados
Carregar mais em Amazonas
Comments are closed.

Leia mais

Interdição federal e Segurança Pública do Amazonas na mira da ALEAM

Crítica à intervenção federal no Rio de Janeiro, assim como a falta de segurança pública e…