As gigantes, literalmente, do vôlei brasileiro chegaram na tarde desta quarta-feira, dia 9, a Manaus. Por onde passaram, as meninas do São Cristóvão Saúde/São Caetano (SP) e Dentil/Praia Clube (MG) esbanjaram simpatia e em unanimidade disseram estar felizes em finalmente poder jogar numa das principais capitais do Norte do País. As equipes se enfrentam nesta sexta-feira, dia 11, pela Superliga Feminina, na Arena Amadeu Teixeira, no bairro Flores, zona Centro-Sul da capital amazonense, às 20h. O evento recebe apoio do Governo do Amazonas, via Secretaria de Estado de Juventude, Esporte e Lazer (Sejel).

Após desembarcarem no aeroporto internacional Eduardo Gomes, na zona Norte da cidade, algumas jogadoras e comissão concederam entrevista à imprensa. Para a central do São Cristóvão Saúde/São Caetano, Nikolle Dell Rio, a partida fora do eixo Sul-Sudeste do País é uma forma de incentivar ainda mais o vôlei e democratizar o esporte. “Já participei de duas equipes do Nordeste e sei o quanto esse povo é apaixonado, de certa forma carente do voleibol. Espero que esta partida aqui em Manaus seja uma sementinha plantada para que o esporte possa se desenvolver e que saia no futuro uma equipe daqui”, destacou a ponteira.

Para o técnico do São Caetano, Hairton Cabral, o foco é deixar de lado os últimos resultados negativos e sair com a vitória de Manaus. A equipe paulista está no décimo lugar da tabela, com duas derrotas. A última foi para o Vôlei Nestlé (SP), por 3 sets a 1. “A gente sabe que é um campeonato longo e difícil. Pela nossa própria colocação ano passado a gente pega uma sequência bem difícil, sendo os quatro mais bem colocados do ano passado. E nesses jogos buscamos fazer o melhor possível e estamos com nosso objetivo traçado, que é afinar o jogo e pontuar”, disse o comandante.

Estrelas olímpicas no solo manauense
A campeã olímpica de Sidney 2000 e Pequim 2008, Walewska, também fez questão de destacar o ineditismo da competição em Manaus e falou sobre ser uma das equipes favorita ao título. Ano passado, o time mineiro passou raspando do primeiro lugar do pódio, ao conquistar a segunda colocação. “Estou muito feliz por estar aqui, pois a gente sai um pouco da rotina de viagens muito centralizadas e este é um movimento muito importante para agitar o Norte do País, agitar Manaus. Espero que o jogo seja muito bacana e estamos muito concentradas. Vai ter uma grande festa fora da quadra, mas nós jogadoras estamos muito focadas para o jogo, nosso objetivo aqui é fazer o nosso melhor”, frisou.

Companheira de Walewska no ouro em Pequim, Fabiana volta à parceria que deu certo na Seleção Brasileira. Agora no Praia, a bicampeã olímpica (Rio 2016) quer levar boas lembranças de Manaus. Atualmente, a equipe mineira ocupa a terceira posição da tabela, com seis pontos (dois jogos, duas vitórias), atrás somente de Rexona-SESC e Vôlei Nestlé, segundo e primeiro lugar respectivamente. “Isso aqui é realmente é um grande iniciativa, é um grande começo para trazer o voleibol para cá. Eu já jogo há anos, daqui a pouco já estou pensando em parar e nunca tinha jogado aqui. Se Deus quiser, espero que isso cresça, que não fique só de agora, só de momento, que isso possa crescer cada vez mais, que o voleibol possa vir para cá, até jogos de Seleção possam vir. Acho que vai ser muito legal e estou animada com Manaus. Hoje vou descansar, mas talvez eu consiga conhecer algo da Cidade. O calor humano já estou tendo”, comentou.

FOTOS: ANTONIO LIMA/SEJEL e ANDERSON SILVA/SEJE

faça um comentários
Carregar mais artigos relacionados
Carregar mais em Artistas
Comments are closed.

Check Also

Vulgo ‘Dois Reais’ é preso com munição cal.40 em Humaitá

Força Tática do 4°BPM (Humaitá) efetuou a prisão de Jhon Vagner Souza da Silva, 26 anos, m…