As artes integradas com o objetivo de transformar a realidade social. Com esse objetivo, a dança, o teatro, a música e as artes visuais, proporcionando momentos de aprendizagem, participação e união, vão estar integradas no evento realizado pelo Governo do Amazonas, por meio da Secretaria de Estado de Cultura: a IX Mostra de Processos Criativos do Liceu de Artes e Ofícios Claudio Santoro.

A mostra visa divulgar à sociedade o resultado dos trabalhos realizados ao longo de 2016, na Unidade do Liceu de Artes e Ofícios Claudio Santoro do Centro Estadual de Convivência da Família Padre Pedro Vignola (Bairro Cidade Nova), neste sábado, dia 12 de novembro, às 19h, com entrada gratuita.

Com 800 alunos envolvidos, na faixa-etária entre 4 e 8 anos, o evento é uma oportunidade para que alunos e professores possam mostrar as manifestações artísticas desenvolvidas, com enfoque no processo de ligação entre as modalidades, realizadas ao longo do ano letivo, contribuindo para que os alunos também desenvolvam habilidades, imaginação, investigação e senso de valorização da arte-educação.

De acordo com a gerente cultural do Centro de Convivência Pe. Vignola, Maria das Graças Anselmo, o empenho do corpo pedagógico do Liceu junto aos alunos iniciantes, contribuiu para o alcance de excelente resultado. “Os alunos têm suas ideias, iniciativas e criatividade, respeitadas, atuando de forma a mediar construção do conhecimento voltado para a arte, chegando à definição do tema da IX Mostra de Resultados de Processos Criativos para este ano ‘Uma carta de amor à Manaus’”, declarou.

Ao todo, uma equipe de dois pedagogos e 11 professores, além da equipe administrativa coordenam a mostra, que será dividida em cinco partes, compreendendo os seguintes tópicos: Alvorecer de Manaus, Período da Borracha, O Ouro Branco, Período da Zona Franca de Manaus, Manaus Contemporânea e Manaus Cultural.

Homenagem a Manaus – Para a professora de dança Ana Leila, a proposta do espetáculo é homenagear Manaus, com o desenvolvimento de um trabalho interdisciplinar, planejado há um ano. ”Tem coral com dança, performances de teatro com música e dança, e outras composições, envolvendo no palco crianças do Baby Class até a turma da Melhoridade, numa grande festa, rica em arte e cultura”.

De acordo com Rômulo Hussen, diretor do espetáculo, no ano passado foi destaque o tema ‘Cinema’ e neste ano a fauna, a floresta e os índios e outros elementos vão estar na pauta para contar sobre o desenvolvimento da cidade de Manaus. “Destacamos aspectos históricos importantes, com curiosidades que vão atrair a atenção do público, como o ‘Cabaré Chinelo’, antiga casa de espetáculos localizada no paço municipal, destinada aos barões da borracha, onde as polacas francesas faziam espetáculos. A Zona Franca de Manaus e outros pontos culminantes da nossa história serão retratados, num belíssimo espetáculo, cheio de surpresas”, finalizou.

*Jornal de Humaitá – Com informações da assessoria.

faça um comentários
Carregar mais artigos relacionados
Carregar mais em Artistas
Comments are closed.

Check Also

Vulgo ‘Dois Reais’ é preso com munição cal.40 em Humaitá

Força Tática do 4°BPM (Humaitá) efetuou a prisão de Jhon Vagner Souza da Silva, 26 anos, m…