O Governo do Amazonas, por meio da Secretaria de Estado de Infraestrutura (Seinfra), realizará nessa quarta-feira (23), às 9h a liberação de parte do trecho 2 da Avenida das Flores, no bairro Cidade Nova, zona Norte de Manaus. O trecho 2 é a parte superior do acesso pela Avenida Timbiras. A liberação fará com que o tráfego de veículos na região retorne à normalidade.

Na parte de baixo estão sendo construídas as cortinas laterais da passagem de nível. Essa construção faz parte do trecho 2, que terá 1,2 quilômetros de extensão e está situado entre as Avenidas Timbiras e Noel Nutels, passando pela lateral do Parque Estadual Sumaúma, na Cidade Nova 1. A outra trincheira será construída na Avenida Noel Nutels, sob o Terminal de ônibus da Cidade Nova 1, conhecido como T3. Quando estiverem prontas, as duas trincheiras darão lugar às passagens subterrâneas sob a Avenida Timbiras e sob o T3.

A Seinfra está em andamento com a construção da Avenida das Flores, com várias frentes de trabalho em toda capital. Segundo dados da secretaria, a Avenida já possui dois trechos em pleno funcionamento, a conhecida Avenida das Torres com 6,2 quilômetros, considerado o trecho 1 e que recebeu a denominação de Avenida Governador José Lindoso; e 6,5 quilômetros do trecho 4 da Avenida das Flores.

Em junho de 2016, foram liberados os primeiros 6,5 quilômetros do trecho 4 da Avenida das Flores, localizado entre a Rua 7 de Maio, zona Norte, até a rodovia AM-010 (Manaus – Itacoatiara). Esse trecho beneficia diretamente os moradores do bairro da Cidade Nova, loteamento Nova Cidade, bairro Santa Etelvina, loteamento João Paulo, conjunto Viver Melhor e conjuntos Cidadão 5, 7I e 12.

“A entrega dos seis primeiros quilômetros do trecho 4 da Avenida das Flores proporciona o surgimento de mais uma via expressa na malha viária de Manaus, distribuindo melhor o tráfego e aumentando as opções de trânsito para os motoristas”, avalia o engenheiro Jerocílio Simões, responsável pelo Departamento de Obras da Capital.

FOTO: DIVULGAÇÃO/SEINFRA

Carregar mais artigos relacionado
Carregar mais em Amazonas
Comentários estão fechados.

Verifique também

MPT encontra indícios de demissão discriminatória por idade na Estácio de Sá

Levantamento feito em uma lista de 77,8% dos professores dispensados mostra que eles têm m…