Opinião

Dicas de Metas realizáveis

Psicólogo Flávio Melo Ribeiro
Dicas de Metas realizáveis

A virada do ano está próxima e um novo ciclo se inicia: 365 dias para realizar os sonhos. Mas como faze-los de uma forma que possam ser realizáveis e evitar as armadilhas do dia-a-dia? Os afazeres do cotidiano e os cenários adversos nos faz focar nas situações urgentes fazendo com que esquecemos dos planos idealizados. Mas alguns cuidados podem ser tomados.

  1. O mais básico: definir o que quer: Eleger o que realmente vai fazer diferença na vida, sabendo que para alcança-lo vai exigir esforço, tempo e abrir mão de alguns compromissos e lazer. É fundamental ter presente que escolher algo significativo, implica abrir mão de atividades contraditórias. Por exemplo, se desejo emagrecer sei que deixarei de ingerir determinados alimentos e que elegerei atividades físicas em vez de ficar sentado na frente do computador. Não há mágica, mas há caminhos mais fáceis, utilize suas características a seu favor. Se gosta muito de comer, utilize o tempo pesquisando comidas gostosas que beneficiam o emagrecimento. Abra mão de determinadas comidas, mas não do prazer de comer. Mas para isso é necessário pesquisar e não lamentar.
  2. Traduza seu desejo numa meta. Este é um dos grandes segredos do desejo se realizar. A meta precisa ter no mínimo dois indicadores, pois só assim será possível acompanhar e corrigir a tempo. Se desejo passar num concurso, não basta deseja estudar. É preciso desdobrar em meta. Por exemplo: vou ler oito livro de janeiro à abril. Tenho oito livro para ler em quatro meses, uma média de dois por mês. Dessa forma posso acompanhar o desenvolvimento mensalmente. Caso no final de fevereiro só tenha lido um livro, ainda posso me organizar para recuperar.
  3. Delimite a meta: pense em termos de Necessário e Suficiente para definir a meta. Reflita o que é necessário para realizar seu plano e o que já é suficiente para colocá-lo em andamento. Não espere escrever o plano perfeito para iniciar. É com o tempo que você se desenvolve e aprimora o plano.

Utilize essas três dicas para pensar nos seus desejos para o próximo ano. Elas irão facilitar separar o que realmente vai fazer diferença na sua vida e o que é apenas um sonho sem consistência. No artigo da próxima semana será listado o que você precisa saber para fazer o planejamento da meta escolhida. Pois a meta só se concretizará se existir um plano e este te provocar e incomodar até finalizar. Como é isso. Acompanhe o próximo artigo.


Psicólogo Flávio Melo Ribeiro
CRP12/00449

A Viver – Atividades em Psicologia desenvolveu programas psicoterapêuticos que possibilitam ser trabalhados em grupos e individual.
[email protected] (48) 9921-8811 (48) 3223-4386
Página no Facebook: Viver – Atividades em Psicologia

Comentários

Comentários

Click to add a comment

Você precisa estar logado para postar um comentário Login

Leave a Reply

Opinião

More in Opinião

Guia para uma redação nota 1000 no ENEM

Jornal de Humaitá11 11America/Manaus novembro 11America/Manaus 2017

Proposta visa prisão de motorista alcoolizado mesmo sem flagrante

Jornal de Humaitá9 09America/Manaus novembro 09America/Manaus 2017

5 Motivos para pais e educadores apoiarem o uso dos games

Jornal de Humaitá9 09America/Manaus novembro 09America/Manaus 2017

Qual o seu planejamento

Jornal de Humaitá9 09America/Manaus novembro 09America/Manaus 2017

‘Dezembro Vermelho’ vai para sanção de Temer

Jornal de Humaitá6 06America/Manaus novembro 06America/Manaus 2017

José Ricardo continua cobrando a instalação da CPI da Saúde

Jornal de Humaitá26 26America/Manaus outubro 26America/Manaus 2017

Platiny Soares quer manutenção de escala de folga de Policiais Militares

Jornal de Humaitá26 26America/Manaus outubro 26America/Manaus 2017

Pernambucanas apoia espetáculo “Rastros: movimento em cor”, do Instituto Olga Kos de Inclusão Social

Jornal de Humaitá2 02America/Manaus outubro 02America/Manaus 2017

Aprenda a emagrecer

Jornal de Humaitá28 28America/Manaus setembro 28America/Manaus 2017
Seja bem vindo.

Categorias

Arquivos

Copyright © 2017 Jornal de Humaitá