Em Comunicado de Liderança, no final da Sessão Ordinária desta quarta-feira (21), o deputado David Almeida (PSD) revelou que foi informado pelo Ministério Público do Amazonas (MPAM) e pelo Tribunal de Justiça do Amazonas (TJAM) que não existe nenhuma investigação ou processo criminal tramitando em nenhum dos órgãos, que envolva seu nome e tampouco dos deputados Ricardo Nicolau (PSD) e Francisco Souza (PTN). O pronunciamento de David Almeida aconteceu no final do expediente, em desmentido a matéria veiculada em jornais e blogs locais, apontando que ele teria sido acusado pelo ex-secretário de Finanças de Iranduba, Davi Queiroz, de participar de um esquema de corrupção que desviou R$ 56 milhões do município.

“Não há menção e não há acusação, nem ao deputado Nicolau, nem ao Souza e nem a mim”, assegurou, destacando que, em seis horas de depoimento do ex-secretário Davi Queiroz, durante a Operação Cauxi, não houve sequer uma menção ao nome dos três parlamentares. “O Ministério Público me confirmou que não existe acusação nenhuma”, reforçou David.

O deputado acrescentou que vai processar cível e criminalmente “todos aqueles que me acusam e aqueles que imputaram a mim as acusações” e que, a partir de agora, a questão “cabe à Justiça” e não mais a ele.

David Almeida lamentou muito o fato de que, apesar de ter sido inocentado tanto pelo MPAM quanto pelo TJAM, o estrago em sua imagem e na de seus colegas, já está consumado. “É como chegar ao cume de um monte com um travesseiro de penas e jogar todas as penas montanha abaixo, depois sair para recolher de volta. Nunca mais o travesseiro será o mesmo”, demonstrou. “Nossas vidas nunca mais serão as mesmas. As pessoas irão olhar para nós e apontar”, sintetizou. “Mas minha mãe, minha família e meus eleitores, não têm do que se envergonhar com relação a esse episódio”, afiançou.

O deputado, que é candidato à Presidência da Assembleia Legislativa avaliou que o boato lançado na mídia poderia ter o objetivo de minar sua candidatura. “E se a intenção era me intimidar, me fizeram crescer mais ainda”, assegurou.

Carregar mais artigos relacionado
Carregar mais em Jornal de Humaitá
Comentários estão fechados.

Verifique também

MPT encontra indícios de demissão discriminatória por idade na Estácio de Sá

Levantamento feito em uma lista de 77,8% dos professores dispensados mostra que eles têm m…