Ostentação entrega quadrilha profissional de roubos e furtos em Humaitá-AM.

Polícias Militares juntamente com a Polícia Civil formaram uma força tarefa no município de Humaitá, sul do Amazonas, para prender uma quadrilha especializada em roubos e furtos na região. Na última sexta-feira(2) cerca de 6 pessoas foram indiciadas no envolvimento e outras duas estão sendo investigadas de acordo com a PM.

A casa caiu para a quadrilha após um furto em uma loja de celular próximo a 8° D.I.H (Delegacia Interativa de Humaitá), no Bairro de São José. A quadrilha ficou tão confiante que não ia ser pega devido ao sucesso no mundo do crime que começou a vender no outro dia os celulares furtados, então foi quando a casa começou a cair.

Bastou a polícia pegar um dos suspeitos que vendia os celulares na praça da estação rodoviária, que começou o efeito domino, o acusado entregou todo mundo inclusive os receptadores, fazendo com que a polícia recuperar-se quase todos os objetos vendidos pela quadrilha. Inclusive a polícia divulgou as fotos dos acusados para que as pessoas de bens que comprou os objetos devolva na delegacia para não responderem por receptação (Art. 180 do Código Penal).

A quadrilha confessou em depoimento que furtou uma grande quantidade de ouro na Joalheria Ônix, na rua Cinco de Setembro no centro da cidade, entre outros crimes, também são suspeito de outros três furtos na madrugada do mesmo dia, inclusive o furto na casa da mãe do prefeito levando peças de artesanatos com valores não divulgados, outra loja de acessórios e vestuários também pode ter sido saqueada pelos delinquentes.

A quadrilha usavam em todos os furtos os mesmo modus operandi (modo pelo qual um indivíduo ou uma organização desenvolve suas atividades ou opera) a destruição do HD internos gravado pelas câmeras de seguranças alem de chapéu, gorros e mascaras para não serem identificados, os locais também eram minuciosamente estudado. “Por esse motivo a quadrilha vinha conseguindo driblar as autoridades locais devido a experiências adquiridas em cidades da região de Rondônia. No total seis pessoas foram indiciadas e duas estão sendo investigada suspeita de participar no esquema.” Finalizou um dos policiais que participou da operação.

Prejuízos

Os valores dos empresários repassados para a polícia e de quase meio milhão em prejuízo. Todas os comerciantes que foram vítimas estão com medo e teme pela segurança de suas vidas e de sua renda, em contra partida as vítimas que foram enganadas também tiveram prejuízos pois a quadrilha parcelava as vendas e oferecia nas casas como se fossem prestanista (Aquele que vende diversos produtos de porta em porta e divide o valor da mercadoria em várias prestações, onde o comprador(a) paga o valor da mercadoria mensalmente).

Prisão

De acordo com a PM por volta das 16h de sexta-feira (02), iniciou-se uma força tarefa juntamente com a Polícia Civil, na qual informações apontavam Rogério como peça chave para solucionar vários furtos da cidade, Rogério foi presos em flagrante vendendo celulares furtados. Não tendo como escapar, confirmou em depoimento, que ele e seu irmão Junior (fugiu do local), tinham feito vários furtos em residência e lojas na cidade, destacando os dois furtos na joalheria Ônix e da loja de celular próximo a delegacia. Entregando onde teria vendido alguns objetos, sendo encontrado com Vidovaz Santos, 30 anos e Marcela Silva, 24 anos, uma caixa de papelão contendo celulares, perfumes e jóias. Com Carlos Alberto, 38 anos, que é irmão de Rogério foram encontrados celulares, e perfumes. Na casa da namorada de Rogério,  Eliana Souza, 22 anos, foi recuperado um cordão de ouro.

Diante dos fatos, foi dada voz de prisão e feita a condução do infratores 8° D.I.H, com sua integridade física e mental preservada, juntamente com os objetos recuperados, para procedimentos legais e cabíveis.

Ostentações

Rogério, Junior, Carlos Alberto e Eliane Sousa, ostentavam dinheiros, perfumes, joias, roupas, relógios, celulares e outros matérias do furto, e ainda postavam fotos nas redes sociais tomando banho de piscina com os cordões de ouros e celulares aprovas d’Água.

Equipe Policiais

Policiais Militares e Polícias Civis, que participaram da apreensão Delegado Marcos Resende e PC Dadimar, Supervisor de área CB PM Selino Farias, Policiais da Força Tática. SD PM Elizan Barba , SD PM Schwantes, SD PM Siqueira SD PM Tiago Teixeira.

*Jornal de Humaitá – Com informações da assessoria.

Carregar mais artigos relacionado
Carregar mais em Cidades

Deixe uma resposta

Verifique também

IESS divulga vencedores do VII Prêmio IESS de Produção Científica em Saúde Suplementar

Seminário "Qualidade e Eficiência na Saúde" contou com palestras especiais e apr…