economia

Bons ventos na economia aliado ao marketing promocional indicam crescimento para a classe empresarial

Bons ventos na economia aliado ao marketing promocional indicam crescimento para a classe empresarial

2017 é um ano de boas novas para empresas de todos os setores. Depois de um ano de crise e com baixa nas vendas, 2017 marca a passagem para uma nova fase. Uma maneira de renovar as ações e modificar o cenário atual é investir em marketing promocional.

Buscando a manutenção do bom relacionamento com clientes, fornecedores e amigos, as empresas que utilizam o marketing promocional podem alcançar objetivos distintos para a construção e reformulação da marca, aumento das vendas e fidelização de novos clientes.

“Vi meu negócio voltar a crescer. Percebi que algumas das dificuldades que tínhamos começou a não existir. Busquei fazer campanhas de brindes e panfletagens em locais estratégicos” disse Érico Santos, presidente da Massa Já, empresa nacional de argamassa polimérica.

Para Taylane Lima, empresária no ramo alimentício, foi difícil acreditar que mudanças simples e com poucos custos poderiam fazer tanta diferença. “É preciso pedir ajuda. Sou microempresária, percebi que se não agisse logo, a crise iria me derrubar. O marketing promocional me ajudou a criar novas percepções de ganhos” disse Taylane.

Amábily Nunes, diretora presidente da Power Full, empresa de marketing promocional que atua em todo o território nacional, lembra que independentemente da crise, o consumidor-final continua no mesmo lugar. “Não podemos aceitar a situação econômica, é preciso ir de encontro às dificuldades. O marketing promocional viabiliza maneiras diversas para alcançar o sucesso.

Amábily ressalta que para escolher uma boa campanha de marketing é necessário seguir um passo a passo, tendo os objetivos sempre bem definidos. “Nos dias de hoje, as empresas têm um uma grande variedade de metas bem estabelecidas que podem ser alcançadas através do marketing”, comenta Amábily.

Estimular a fidelização dos clientes, divulgar inovações e projetos sociais, se destacar no mercado, são alguns dos exemplos da consequência em se trabalhar o marketing promocional dentro e fora das empresas. “O público-alvo é o fator mais importante do planejamento e é para ele que todas as ações são pensadas”, destacou Amábily Nunes.


Por: Rômulo França
[email protected]

Comentários

Comentários

Click to add a comment

Você precisa estar logado para postar um comentário Login

Leave a Reply

economia

More in economia

Coeficiente de exportação da indústria avança para 20,5% no 3º tri

Jornal de Humaitá18 18America/Manaus novembro 18America/Manaus 2017

3 Dicas Simples para Encontrar o Emprego de Fim de Ano (Mais Rápido)

Jornal de Humaitá14 14America/Manaus novembro 14America/Manaus 2017

MPT participa amanhã (11) da Festa Literária das Periferias

Jornal de Humaitá11 11America/Manaus novembro 11America/Manaus 2017

Como é trabalhar em uma startup

Jornal de Humaitá9 09America/Manaus novembro 09America/Manaus 2017

Comércio eletrônico espera faturar R$ 2,5 bilhões na Black Friday

Jornal de Humaitá6 06America/Manaus novembro 06America/Manaus 2017

EXPORTAÇÕES: Mercados árabes se recuperam e puxam exportações

Jornal de Humaitá27 27America/Manaus outubro 27America/Manaus 2017

Os 10 principais perigos da Internet que você não conhecia e dicas de como se proteger

Jornal de Humaitá19 19America/Manaus setembro 19America/Manaus 2017

Governo do Amazonas injeta R$ 213 milhões na economia com pagamento do 13º dos servidores e abono do Fundeb aos professores

Jornal de Humaitá15 15America/Manaus setembro 15America/Manaus 2017

Financiamento do Banco do Brasil para infraestrutura no interior deve sair em 20 dias, diz David Almeida

jornal de Humaitá14 14America/Manaus julho 14America/Manaus 2017
Seja bem vindo.

Categorias

Arquivos

Copyright © 2017 Jornal de Humaitá