Produtores rurais, presidentes de associações e cooperativas, técnicos, gestores de organizações e lideranças comunitárias, engenheiros agrônomos, florestais e de pesca de 51 municípios do Amazonas receberam nesta sexta-feira, 17, orientação de como participar do edital exclusivo para inclusão produtiva do setor primário do Fundo de Promoção Social (FPS), presidido pela primeira-dama do Estado, Edilene Gomes de Oliveira.

Com recursos da ordem de R$ 5 milhões, o edital de fomento para mecanização e incremento da atividade recebe projetos até o dia 6 de março. Os atendimentos para apresentação das propostas acontecem diariamente na sede do Governo do Estado, na Avenida Brasil, Compensa I, zona centro-oeste de Manaus.

A apresentação do edital, por meio de videoconferência, foi coordenada pelos assessores técnico, jurídico e financeiro do FPS, Wanda Menezes, Emerson Castro, Fabricio Vasconcelos, respectivamente. Para alcançar todos os municípios do Amazonas a equipe técnica do Fundo utilizou a estrutura do Centro de Mídias da Secretaria de Educação Qualidade e Ensino (Seduc).

Segundo a assessora técnica do FPS, Wanda Menezes, o Fundo dá um importante passo na implementação da Nova Matriz Econômica proposta pelo Governo do Amazonas. “Esse edital é o primeiro voltado exclusivo para o setor primário. Ele faz parte de todo o viés da estruturação proposta pelo governador José Melo com a Nova Matriz Econômica, que prioriza vários investimentos no setor produtivo e é um marco desse governo que vem priorizando a interiorização e regionalização das nossas comunidades, além de privilegiar o homem do campo, o trabalhador agrícola e a agricultura familiar, dando condições para se desenvolverem e permanecerem em seus municípios”, destacou Wanda.

Acompanhamento técnico – Os técnicos e gerentes do IDAM também participaram da apresentação do edital. Nos municípios eles estão responsabilizados em repassar as informações e prestarem acompanhamento técnico aos produtores interessados em ter acesso aos recursos.

Segundo o gerente de Apoio e Organização de Produtores do IDAM, Lázaro Reis, este edital é mais um incentivo para o produtor rural e mais um apoio para o setor primário. “O edital do FPS, direcionado às organizações da sociedade civil, cooperativas e associações, é um apoio à inclusão produtiva. Esse é um valor não reembolsável que pode ser destinado para aquisição de equipamentos para pequenas agroindústrias, casas de farinha, casas de vegetação, entre outras’’, destacou. Cada organização, de acordo com o gerente, pode ter acesso a até R$ 100 mil reais.

Atualmente 119 projetos de associações e cooperativas recebem orientação para ter acesso aos recursos. Após orientação serão triados e passarão por uma seleção. De acordo com Lázaro, nesse primeiro momento eles reforçam a organização de documentos, que hoje é um dos grandes entraves para concorrer ao edital. “As organizações devem estar quites com estatuto, ata de posse, balanço patrimonial e mais outros itens que atendem as burocracias de associações e ou cooperativas”, explicou.

Atendimento presencial – As organizações, cooperativas e associações de Manaus, Iranduba, Rio Preto da Eva, Itacoatiara, Silves, Itapiranga, São Sebastião do Uatumã já receberam orientação diretamente dos técnicos e gerentes do Idam nos últimos 10 dias quando o edital foi lançado.

Orientações para cooperativas – Na tarde de quinta-feira (16), técnicos do Fundo de Promoção Social (FPS) participaram de uma reunião no Da Vinci Hotel, na zona centro-sul de Manaus, com representantes de cooperativas de produtores rurais com o objetivo de fornecer informações sobre o Edital exclusivo para a inclusão produtiva de pequenos produtores agrícolas, o qual foi lançado no dia 2 de fevereiro pelo FPS. O volume de investimento é da ordem de R$ 5 milhões para a seleção de projetos das Organizações da Sociedade Civil (OSCs) interessadas em firmar convênios no âmbito do Estado do Amazonas.

Os produtores das cooperativas receberam com muito entusiasmo a novidade de poder participar do Edital, que dá a oportunidade aos pequenos produtores das cooperativas habilitadas que poderão ser beneficiadas no valor de até R$ 100 mil. A senhora Maria das Graças recebeu a novidade com muita felicidade. “Eu só tenho a agradecer ao Fundo de Promoção Social, porque agora ficou mais perto de realizar o nosso sonho”, comentou.

Para a secretária interina do FPS, Clair Pantoja, o Edital é um importante incentivo para o incremento da produção rural. “Hoje em dia, o mundo precisa de alimentos, e a cooperativa tem que entender que, diante do crescimento e da sustentabilidade, ela tem que dar estrutura para a criação do gado, mas que isso não venha ferir a natureza. Dar condições de não degradar o ambiente, somente com a agricultura. O cooperativismo tem uma visão macro e o que eu vejo é que ele vem com um investimento grande. O Governo entra com uma participação e ele tem que procurar outros benefícios com outras parcerias, para agregar valor e aumentar o investimento da cooperativa”, enfatizou.

 

Protocolo – Cada entidade poderá apresentar uma proposta por meio físico e deverá registrá-la no protocolo do FPS, localizado na Sede do Governo do Estado, na Avenida Brasil, nº 3.925, bairro Compensa, zona oeste de Manaus, que funciona das 8h às 12h e das 14h às 18h. A inscrição encerra no dia 6 de março.

faça um comentários
Carregar mais artigos relacionados
Carregar mais em Jornal de Humaitá

Leia mais

Interdição federal e Segurança Pública do Amazonas na mira da ALEAM

Crítica à intervenção federal no Rio de Janeiro, assim como a falta de segurança pública e…