Dando prosseguimento à parceria com as Forças Armadas, o Governo do Estado, por meio da Secretaria de Estado do Trabalho (Setrab), deu início nesta quarta-feira, dia 8 de março, ao atendimento aos primeiros Marinheiros-Recrutas licenciados do Serviço Ativo da Marinha, no posto central do SINE Amazonas, na Avenida Joaquim Nabuco, Centro.

Com o objetivo de complementar as atividades do projeto “Orientação ao Mercado de Trabalho” (OMT), o Comando do 9º Distrito Naval (Com9ºDN) formalizou a parceria com a secretaria para a emissão de carteiras de trabalho e a inclusão no banco de dados do SINE Amazonas.

A parceria foi estabelecida na sede da Setrab com a presença do secretário de Estado do Trabalho, Breno Ortiz; da secretária executiva, Lucelisy Borges; e do Chefe Geral dos Serviços do Com9ºDN, Capitão de Mar e Guerra Flávio Pinheiro Santos.

“Esta parceria esta trazendo a oportunidade de nós alimentarmos nosso cadastro de trabalhadores de uma forma diferenciada, uma vez que eles chegam com uma qualificação e experiência de desempenho em funções que já exerceram dentro da Marinha, ao mesmo tempo em que damos a eles a oportunidade de serem inseridos no mercado de trabalho tão logo saiam da instituição”, destacou a secretária executiva da Setrab, Lucelisy Borges.

Serão 110 Marinheiros-Recrutas atendidos no posto central do SINE Amazonas, até o próximo dia 14 de março, nesta etapa. “Desde que o recruta ingressa na Marinha ele tem uma formação militar naval e técnica, que o capacita para que possa ter uma melhor inserção no mercado de trabalho futuramente. Essa parceria com o Governo do Estado, por meio da Setrab, vem para facilitar essa inserção”, destacou o Capitão de Mar e Guerra Flávio Pinheiro Santos.

Projeto OMT

O projeto “Orientação ao Mercado de Trabalho” existe desde 2013 e tem como propósito desenvolver ações de orientações de trabalho formal e empreendedor, esclarecendo aspectos comportamentais e motivacionais aos Marinheiros-Recrutas.

Durante as atividades do projeto, os marinheiros participam de palestras e oficinas voltadas para as temáticas do mercado de trabalho contemporâneo; processos de inclusão, recrutamento e seleção; meu currículo-entrevistas e dinâmicas; empreendedorismo e comportamento; projeto de vida e profissional; além de visitas às instalações de empresas em Manaus.

No decorrer do seu período na Marinha, os Marinheiros-Recrutas participam de cursos de Auxiliar de Contabilidade, Garçom, Manutenção de Ar Condicionado, Pintor de Obras, Mecânico de Motor de Popa e de Brigada de Incêndio.

Formação diferenciada

Um dos primeiros a realizar o cadastro no banco de dados do SINE Amazonas nesta quarta-feira, foi Samuel Dionísio, de 20 anos, que acredita que com a experiência adquirida no curso de auxiliar de contabilidade realizado durante sua passagem pela Marinha, consiga logo um trabalho. “Dentro da Marinha nós seguimos os princípios fundamentais da hierarquia e disciplina, muito importante para a nossa formação enquanto profissionais”, destacou Samuel.

Esse diferencial na formação dos egressos das Forças Armadas também foi lembrado pelo Capitão de Mar e Guerra Flávio Pinheiro Santos. “Eles têm uma formação militar que, com certeza, faz com que esse cidadão saia muito mais capacitado e confiante do que quando entrou nas Forças Armadas e, no caso específico, na nossa Marinha do Brasil”, finalizou o Capitão.

Exército

A parceria da Setrab com as Forças Armadas teve início em janeiro, quando mais de 600 egressos do Exército fizeram o cadastro no posto central do SINE Amazonas. No caso do Comando Militar da Amazônia (CMA), o Exército possui o Projeto “Soldado Cidadão”, que tem a missão de qualificar profissionalmente os recrutas que prestam o serviço militar e complementar sua formação. Entre as áreas de qualificação disponibilizadas estão mecânica, informática, vigilância, eletricidade, transportes, entre outras. Criado em 2002, na cidade do Rio de Janeiro, o projeto começou a se expandir para todo o Brasil, em 2004. Hoje está sob a responsabilidade do Ministério da Defesa.

Fotos: Vitor Souza/Secom

faça um comentários
Carregar mais artigos relacionados
Carregar mais em Brasil

Leia mais

Interdição federal e Segurança Pública do Amazonas na mira da ALEAM

Crítica à intervenção federal no Rio de Janeiro, assim como a falta de segurança pública e…