Alunos das Escolas Estaduais de Humaitá (AM), foram dispensados mais cedo, nas ultimas semanas, por falta de merenda. A medida prejudica centenas de crianças e jovens. De acordo com os funcionários da Seduc a escola está sem merenda devido ao atraso de uma balsa, mas não souberam informar a quantidade de escolas e alunos prejudicados.

“A minha filha estuda à tarde, das 13h15 até às 17h30, mas ela vai sair hoje às 15h15, por que não tem merenda.”, conta uma dona de casa e mãe de uma aluna de 9 anos em e-mail a nossa redação.

A Seduc em Manaus não respondeu ao nosso e-mail e não informou quantas escolas das 109 estão sem merenda no município, mais sabe-se que em Humaitá somando o ensino fundamental (9.888 alunos) e o ensino médio (2.227 alunos) tem mais de 12 mil alunos em toda rede estadual, segundo dados do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE/2015) .

“Eu acho que é um descaso com a educação, porque as crianças, muitas delas vêm e comem na escola porque não têm dentro de casa. Muitos pais não têm condições, às vezes eles vêm mais cedo com o filho para tomarem o café da manhã porque não tem em casa”, lamenta a mãe de uma aluna.

Sem papel higiênico

As instituições de ensino também está sem papel higiênico desde o ano passado, segundo as mães. Os filhos levam o item básico de higiene.

“Tivemos que trazer papel higiênico, porque não tem na escola. Não é culpa da diretora, ela informou à gente que não tem mais dinheiro pra comprar. Ela tem que trazer detergente, um paninho para poder limpar a carteira dela, porque não tem mais material de limpeza para limpar a escola”, finaliza a mãe da aluna.

Foi apurado no local que até os funcionários levam o próprio papel higiênico.

Aula reduzida

Nesta semana, cada aula terá tempo reduzido e os estudantes serão dispensados com duas hora de antecedência. As aulas do período matutino acabaram às 09h45, enquanto os alunos da tarde serão dispensados às 15h30, antes do horário regular.

Segundo a funcionária, o almoço é essencial porque a escola atende uma região carente da cidade. “Para muitas delas é a única refeição do dia. Ela só vai almoçar de novo no dia seguinte”.


*Jornal de Humaitá – O portal de notícias do Amazonas

faça um comentários
Carregar mais artigos relacionados
Carregar mais em Cidades

Leia mais

Interdição federal e Segurança Pública do Amazonas na mira da ALEAM

Crítica à intervenção federal no Rio de Janeiro, assim como a falta de segurança pública e…