Destaque

Escola Santo Antônio promove momento cívico em parceria com 54º BIS

Escola Santo Antônio promove momento cívico em parceria com 54º BIS

O projeto teve início na última segunda-feira, dia 08 de maio. A Escola Municipal Santo Antônio, em parceria com o 54º Batalhão de Infantaria de Selva – 54º BIS, deram abertura a uma parceria que objetiva difundir valores cívicos aos alunos e funcionários daquela Instituição de Ensino.  Os encontros acontecerão mensalmente e as atividades serão mediadas por militares da Banda de Música do 54º BIS.

Os eventos acontecerão nas segundas-feiras nos períodos matutino e vespertino, pelo menos uma vez ao mês até novembro de 2017. A proposta foi oficiada pela gestão da escola junto ao Tenente Coronel Alexandre Rabelo da Fonseca, comandante do 54º BIS/Humaitá-AM, e, pleiteia a realização de diversas atividades com o acompanhamento da banda musical do batalhão em cantos de hinos brasileiros e informações lúdicas sobre o Exército Brasileiro e valores cívicos.

De acordo gestora da escola Santo Antônio, Maria do Rosário, a idéia surgiu em meio aos professores com o intuito, primeiro, de cumprir as leis que dizem sobre a obrigatoriedade do momento cívico nas escolas públicas. “ Foi daí, que pesamos em pedir ajuda aos militares para realizarmos algo diferente na realidade da nossa escola e de nossos alunos”, disse a gestora.

O evento inaugural contou com a presença de 13 músicos, e, iniciou com maestro apresentando cada músico e o respectivo instrumento. Em seguida conduziu a execução dos hinos Nacional, Independência, Bandeira, Exército, bem como, sucessos atuais da música brasileira. Nas apresentações futuras, além da expectativa do desenvolvimento de valores cívicos necessários para a formação de cidadãos críticos e equilibrados, a banda musical também, participará dos ensaios para o desfile de 07 de setembro deste ano.

Para o subtenente Flávio, mestre da Banda Musical do 54º BIS, despertar o civismo nas crianças pode trazer ótimas consequências para o futuro adulto, pois, momentos como esses, podem semear valores que resultarão na formação de um ser humano mais reflexivo, pois, crescerá conhecendo a história daqueles que lutaram para que tivessem, dentre outros, o efetivo direito de estudar, articulou o militar.  “ […] e tudo isso, somado ao ambiente escolar, ganha muito mais significados nas vidas desses alunos”, finalizou.

 


*Jornal de Humaitá – Com informações da assessoria

Por: Romilson De Azevedo

Comentários

Comentários

Click to add a comment

Você precisa estar logado para postar um comentário Login

Leave a Reply

Destaque

More in Destaque

José Ricardo volta a cobrar instalação da CPI da Saúde

Jornal de Humaitá23 23America/Manaus novembro 23America/Manaus 2017

Safra do guaraná em Maués (AM) já rendeu 200 toneladas

Jornal de Humaitá23 23America/Manaus novembro 23America/Manaus 2017

3 brasileiros morrem a cada 5 minutos nos hospitais por falhas

Jornal de Humaitá23 23America/Manaus novembro 23America/Manaus 2017

Urgente! Ônibus de Apuí(AM) com destino a Porto Velho (RO) capota

Jornal de Humaitá22 22America/Manaus novembro 22America/Manaus 2017

PM prende homem acusado de Latrocínio em Manicoré

Jornal de Humaitá20 20America/Manaus novembro 20America/Manaus 2017

Alunos de 23 escolas estaduais participam de mostra sobre educação para um trânsito seguro

Jornal de Humaitá18 18America/Manaus novembro 18America/Manaus 2017

Comitiva Parlamentar realiza visita a BR-319

Jornal de Humaitá18 18America/Manaus novembro 18America/Manaus 2017

Contrabando de cigarros paraguaios aumenta e provoca prejuízos ao Brasil

Jornal de Humaitá18 18America/Manaus novembro 18America/Manaus 2017

Como preparar a equipe de atendimento para as demandas da Black Friday

Jornal de Humaitá18 18America/Manaus novembro 18America/Manaus 2017
Seja bem vindo.

Categorias

Arquivos

Copyright © 2017 Jornal de Humaitá