Opinião

Fascinação, como escapar dessa armadilha

Foto: Divulgação
Fascinação, como escapar dessa armadilha

O ser humano enxerga com apenas um foco, portanto para ver diversos objetos precisa trocar os focos e enxergar um objeto por vez. E quando realiza esse processo apenas um objeto é visto com nitidez e os demais montam um conjunto que comumente é chamado de paisagem. Isto implica que um mesmo objeto ora ele se destaca dos demais, ora ele se mistura aos outros integrando-se na paisagem. O processo da fascinação é diferente, quando a pessoa dá tanto valor a determinado objeto que este vira o plano de fundo, tudo que a pessoa enxerga é o objeto. Esse processo é bastante comum no dia a dia. Quem já não se distraiu numa conversa por mensagens no celular e deixou de prestar atenção ao seu redor. Ou quem já não quis tanto uma determinada coisa que quando está para conseguir fica “cega”, quer dizer não presta atenção nos detalhes, em determinadas falhas.


E quando a fascinação ocorre com determinados alimentos e a pessoa está fazendo dieta e o referido alimento não deve ser consumido, ou consumido com moderação, o que fazer? Pois se na fascinação a pessoa fica vidrada no alimento e o que interessa é consumi-lo, fica difícil ter um controle. Emocionalmente ocorre algo interessante, quando a pessoa se localiza de quem é, colocando a palavra “EU” na frase, ela escapa da emoção, que é um dos componentes da fascinação e a pessoa começa a refletir de forma crítica. Quer dizer, passa a se perceber e medir as consequências das suas escolhas. Esse processo é bastante comum nas pessoas. Arrisco a dizer que todos os leitores já passaram por isso. Quem nunca se questionou “o que EU tenho que fazer agora?” Que alimentos EU devo escolher agora?” “O que EU fiz?”. Todos esses questionamentos levam a pessoa a ter um controle maior sobre seus atos.

Assista ao vídeo através do link fornecido pelo jornal e veja como escapei da fascinação na minha terceira semana de dieta e entenda melhor o que são pensamentos intrusos.


Psicólogo Flávio Melo Ribeiro
CRP12/00449

A Viver – Atividades em Psicologia desenvolveu programas psicoterapêuticos que possibilitam ser trabalhados em grupos e individual.
[email protected] (48) 9921-8811 (48) 3223-4386
Página no Facebook: Viver – Atividades em Psicologia
Canal no Youtube: Flávio Melo Ribeiro

Comentários

Comentários

Click to add a comment

Você precisa estar logado para postar um comentário Login

Leave a Reply

Opinião

More in Opinião

black fridey botão

Black Friday: como se prevenir para que seu e-commerce suporte o aumento de acessos e pedidos no período

Jornal de Humaitá24 24America/Manaus novembro 24America/Manaus 2017
black fridey botão

Professor de Direito do Consumidor da LFG dá dicas para não cair em armadilhas na Black Friday

Jornal de Humaitá24 24America/Manaus novembro 24America/Manaus 2017

Guia para uma redação nota 1000 no ENEM

Jornal de Humaitá11 11America/Manaus novembro 11America/Manaus 2017

Proposta visa prisão de motorista alcoolizado mesmo sem flagrante

Jornal de Humaitá9 09America/Manaus novembro 09America/Manaus 2017

5 Motivos para pais e educadores apoiarem o uso dos games

Jornal de Humaitá9 09America/Manaus novembro 09America/Manaus 2017

Qual o seu planejamento

Jornal de Humaitá9 09America/Manaus novembro 09America/Manaus 2017

‘Dezembro Vermelho’ vai para sanção de Temer

Jornal de Humaitá6 06America/Manaus novembro 06America/Manaus 2017

José Ricardo continua cobrando a instalação da CPI da Saúde

Jornal de Humaitá26 26America/Manaus outubro 26America/Manaus 2017

Platiny Soares quer manutenção de escala de folga de Policiais Militares

Jornal de Humaitá26 26America/Manaus outubro 26America/Manaus 2017
Seja bem vindo.

Categorias

Arquivos

Copyright © 2017 Jornal de Humaitá