Em todo Amazonas foram registrado 4 atentados contras policiais  em menos de um mês de acordo com os representantes da classe.

De acordo com a tropa dois soldados foram baleados, “um em Manaus e outro em Pauní. Na relação dos mortos um soldado foi morto na comunidade da maroca, é Sgt. morto no bairro Tancredo!  Tá parecendo Rio de Janeiro aqui!” informou um PM. 

A morte do soldado Paulo Portilho teve repercussão nacional, policiais e associações do Brasil inteiro divulgaram notas de repúdio contra a execução brutal do militar.

Esses atentados ao Policiais Militares geram um série de pânico na população,  se o estado não consegui proteger seus policiais imagine o cidadão de bem? finalizou uma pessoa que não quis se identificar. 

O deputado cabo Maciel representante dos políciais na Aleam vem cobrando cautela dos armamentos e regularização do porte de Arma na funcional para dar às minimas condições de seguranças a esses guerreiros.

“Se for verdade que o policial militar estar desarmado ao sair do trabalho, isso e um absurdo contra a dignidade de quem nós protege”. Finalizou um senhor. 

faça um comentários
Carregar mais artigos relacionados
Carregar mais em Jornal de Humaitá

Leia mais

Escândalo: Prefeito e Secretário de Saúde de Humaitá-AM são réus no MP acusados de fraude no processo seletivo

As provas cobraram conteúdos não constantes no edital e em nível de escolaridade diferente…