O governador do Amazonas, David Almeida, recebeu, na tarde desta quarta-feira, 17 de maio, a visita oficial da diplomata Adelle Gillen, da Embaixada dos Estados Unidos no Brasil, que veio a Manaus para tratar da situação dos migrantes venezuelanos. O encontro aconteceu na Secretaria de Estado de Educação e Qualidade de Ensino (Seduc), no bairro Japiim, zona sul.

Durante a reunião, o governador repassou informações à diplomata sobre as medidas que estão sendo adotadas pelo Governo do Estado, como o abrigo temporário em um prédio no bairro Coroado, zona leste, e o repasse de R$ 300 mil para custeio das despesas das famílias no local.

“Nós precisamos reformar o prédio, temos que adaptá-lo. Nós vamos colocar mobiliário, servidores, pagar contas de luz, água, telefone. É uma despesa muito alta e a Embaixada dos Estados Unidos veio aqui sinalizando a possibilidade de uma ajuda. A diplomata vai levar uma demanda que nós solicitamos com relação à alimentação”, afirmou o governador.

A diplomata Adelle Gillen afirmou que irá repassar as informações à Embaixada e verificar de que forma o país poderá oferecer ajuda. “Foi uma boa oportunidade para saber a perspectiva do Governo do Amazonas desta crise na Venezuela e a migração que está acontecendo aqui no Estado. Eu vou transmitir essas informações para o nosso embaixador”, declarou.

Também participaram do encontro as secretárias de Estado de Justiça, Direitos Humanos e Cidadania, Graça Prola; de Assistência Social, Regina Fernandes; o secretário de Estado de Educação, Arone Bentes; e o secretário Executivo Adjunto de Relações Institucionais, Farid Mendonça Júnior.

faça um comentários
Carregar mais artigos relacionados
Carregar mais em Jornal de Humaitá

Leia mais

Saiba o que muda com o desligamento do sinal analógico de TV

Sinal será desligado na região de Manaus em 30/5, mas o sinal digital já está disponível e…