Na próxima quinta-feira (25), às 10h, no auditório da Câmara Municipal de Manaus (CMM), filiados, parlamentares e diretoria do Partido Democrático Trabalhista (PDT) irão participar da Sessão Solene em comemoração aos 35 anos de fundação da legenda. A propositura da homenagem é do vereador pedetista, Diego Afonso, que é vice-presidente municipal da sigla. 

Para o vereador, o evento é uma justa comemoração ao partido que marcou a história do país na luta pelo trabalhador brasileiro. “Não podíamos deixar essa data sem um grande evento. Aqui no Estado tivemos nomes expoentes, como foi o caso do senador Jefferson Péres, que representou o Amazonas no cenário político nacional com maestria e dignidade”, disse o vereador Diego Afonso.

Durante a solenidade, personalidades do partidos serão homenageadas. Entre os membros pedetistas de destaque, estão o ex-governador do Amazonas e presidente de honra da legenda, Amazonino Mendes; a juíza aposentada Marlídice Peres, viúva do senador Jefferson Peres, e o advogado e escritor Paulo Figueiredo.

Direção – Atualmente, o PDT-AM é comandado pelo deputado federal Hissa Abrahão e tem como vice-presidentes o deputado estadual Adjuto Afonso e Stones Machado. De acordo com Hissa, nas eleições de 2016, o partido conseguiu eleger 22 vereadores, três prefeitos e dois vice-prefeitos. “Depois de militar quase 20 anos no meu ex-partido, em 2016, atendendo a um convite especial do presidente nacional Carlos Lupi e de Stones Machado, eu resolvi integrar o quadro político do PDT. Para mim é uma honra poder fazer partido de um grande partido que tem tradição e história no Brasil”, comentou Hissa.

História – Para o dirigente partidário, Ademir Ramos, antropólogo e presidente da Fundação Leonel Brizola – Alberto Pasqualini (FLB-AP/AM), o PDT tem seus princípios e valores fincados na consciência democrática nacional respaldada nas lutas históricas do Trabalhismo brasileiro. “O partido inspira-se na Declaração dos Direitos Humanos das Nações Unidas, no conteúdo da Carta Testamento do Presidente Getúlio Vargas e na Carta de Lisboa, elaborada no exílio, com a participação de Leonel Brizola, líderes trabalhistas e intelectuais da grandeza do Professor Darcy Ribeiro, entre outros patriotas”.

No Amazonas, o PDT surgiu no dia 10 de novembro de 1981, fundado por homens e mulheres indignados oriundos das universidades e dos movimentos dos trabalhadores que começaram a se reorganizar no Brasil, depois da abertura política surgida em 1979 com a campanha da Anistia Ampla, Geral e Irrestrita, coordenada por intelectuais, artistas, jornalistas, políticos progressistas, religiosos de vários credos, sindicalistas e estudantes.


Assessoria

faça um comentários
Carregar mais artigos relacionados
Carregar mais em Manaus

Leia mais

Dep. Platiny Soares pede CPI para investigar viaturas das forças de segurança

“Os contratos de compras das viaturas que servem às forças de Segurança do Estado precisam…