A deputada estadual Alessandra Campêlo (PMDB) voltou a defender servidores do sistema de Segurança Pública durante pronunciamento na Assembleia Legislativa do Amazonas (Aleam) nesta quarta-feira, 14. Segundo ela, o Governo tem dívidas com alunos-soldados da PM com relação a nomeações e pagamento de retroativos de dois anos, fruto ação na justiça movida pela Associação de Cabos e Soldados (ACS).

Um total de 64 alunos-soldados aguardava a nomeação pelo Governo do Estado, mas apenas 49 foram efetivados no último mês. Faltam, portanto, 15 nomes serem chamados, sendo que um deles já morreu – o soldado-aluno Challanger de Oliveira Ferreira, em dezembro do ano passado.

Além das 14 nomeações que faltam, Alessandra foi informada em reunião na Assembleia Legislativa pela comissão que representa os alunos-soldados que a justiça também deu ganho de causa em relação ao retroativo de dois anos dos promovidos a soldado. De acordo com a comissão, o montante devido pelo Governo é da ordem de R$ 1,5 milhão.
A deputada vai apelar ao governador interino David Almeida (PSD) para que seja cumprida a determinação judicial na íntegra, com as nomeações pendentes e também o pagamento dos retroativos de forma emergencial, pois muitos desses militares estão com dívidas acumuladas nos últimos dois anos.


Gabinete da Deputada Alessandra Campêlo (PMDB)
Foto: Jimmy Christian

Carregar mais artigos relacionados
Carregar mais em Politíca

Deixe uma resposta

Verifique também

Deputados aprovam pauta diversificada de Projetos de Lei

Com o voto unânime dos 20 deputados presentes no plenário, entre os quais o do presidente …