A empresa especialista em Big Data, Inteligência Artificial e Internet das Coisas é a única brasileira que faz parte do projeto colaborativo

A previsão de que os ataques cibernéticos cresceriam 57% em 2017, feita pela PSafe, parece ter se tornado realidade. Tentativas de pshising e malwares como o vírus WannaCry, que em maio desse ano atingiu mais de 70 países e 200 mil computadores, levaram 28% das empresas brasileiras a aumentarem seus orçamentos de cibersegurança nos últimos 12 meses, segundo estudo da Ernst & Young (EY).

Nesse cenário, iniciativas como o Apache Spot se tornam essenciais para levar novas ferramentas e melhores soluções de tecnologia para organizações de todo o mundo. O projeto reúne diversas companhias que, de forma colaborativa, estão construindo uma plataforma capaz de detectar, investigar e remediar ameaças. A Semantix, especializada em soluções de Big Data, IoT e Machine Learning, é a única empresa brasileira a dividir sua expertise com grandes nomes do mercado como Intel, Cloudera, Endgame e Centrify.

“A Intel, que é nossa parceira em outros projetos, estava em busca de especialistas em analytics que pudessem auxiliar em alguns módulos do produto, e a Semantix foi a escolhida para isso”, comenta Leonardo Santos, CEO da Semantix. “Nosso foco está na melhoria da interação humana com a plataforma, no intuito de enriquecer os dados e possibilitar maior aprendizado para os analistas. Esse trabalho é contínuo, pois visa otimizar o sistema de cada cliente, sendo aprimorado com os diferentes comportamentos de cada ambiente”, explica Santos.

A participação no Apache Spot permitirá à Semantix incorporar a solução de segurança aos clientes brasileiros e latino-americanos, mercado que já é visado pela empresa por ser uma das empresas na área de dados, inteligência artificial e Internet das Coisas de maior crescimento na região, de acordo com a revista Silicon Review.

Mercado de cibersegurança é promissor

“Ataques de hackers, vírus que podem invadir centenas de milhares de máquinas e dispositivos sendo clonados com cada vez mais facilidade. Tudo isso gera aumento da preocupação com proteção por parte das empresas de todos os portes e segmentos”, segundo Santos. Esse contexto afeta os negócios da Semantix, que registrou aumento de quase 30% em soluções de Big Data Analytics com foco em segurança.

“Temos casos de sucesso com grandes clientes como empresas do ramo financeiro e de telecomunicações, o que prova a necessidade de um olhar mais atento para esse tema”, comenta o executivo. A Semantix já incluiu em seu roadmap a automatização de regras de firewall para classificar corretamente cada tipo de ameaça, além de analisar e identificar conexões suspeitas.

Sobre a Semantix:

Líder e referência no mercado em que atua, a Semantix é especialista em Big Data, Inteligência Artificial, Internet das Coisas e Análise de dados. Fundada em 2010 com inspiração nas empresas de tecnologias open-source do Vale do Silício, a Semantix surgiu com a proposta de estar à frente das soluções inovadoras do mercado, sendo hoje a única one-stop shop no Brasil, com um modelo de negócio 360º. Com parceiros de peso, como a Cloudera, Intel, Mesosphere, Lucidworks e Datastax, e um qualificado time de cientistas e engenheiros de dados, a Semantix presta consultorias, treinamentos e suporte para tecnologias de parceiros e produtos próprios. Acumulando cases de sucesso, a Semantix se consolida como uma das principais startups em Big Data do Brasil. www.semantix.com.br

NB Press Comunicação
Marina Sant’Ana
Tel.: 11 3254 6464
E-mail: marinasantana

faça um comentários
Carregar mais artigos relacionados
Carregar mais em Jornal de Humaitá

Leia mais

Técnicos da Susam percorrem municípios, implementando as ações do plano de reconstrução da rede de saúde no interior

Os técnicos da Secretaria de Estado de Saúde (Susam) já completaram este mês 18 municípios…