Rede de concessionárias Caraigá mostra quais são os procedimentos com um veículo usado antes da revenda

Com 51 anos de mercado, a Caraigá, além de trazer os últimos lançamentos das marcas Audi e Volkswagen para seus clientes, também se especializou no mercado de seminovos de várias marcas, com no máximo três anos de uso e com baixa quilometragem. Com a crise no setor, os carros seminovos passaram a ser um dos trunfos da rede. Porém, alguns cuidados precisam ser tomados antes mesmo de colocá-los para rodar. O gerente de seminovos da Caraigá, Adailson Rodriguez, cita abaixo os detalhes:

Vistoria

Com o intuito de gerar transparência e confiabilidade, todos os veículos seminovos vendidos na Caraigá passam por uma rigorosa vistoria, realizada por empresas homologadas pelo Detran. Nela, são analisados: procedência da gravação dos números do motor, toda a parte estrutural (longarina, estado do chassi, carroceria e detalhes externos), histórico do veículo, documentos, entre outros. Com o laudo positivo, o veículo passa por outros processos.

Revisão

Grandes partes dos carros seminovos vendidos na rede Caraigá, foram de clientes e grande parte tiveram suas revisões realizadas como solicita a garantia do veículo. Porém, os técnicos de oficina da Caraigá realizam todo um check-up no veículo, antes dele ser vendido. São realizados serviços como: troca de óleo, filtro de óleo, filtro de ar e a verificação do estado das suspensões e pastilhas de freios.

Polimento e higienização

Preocupados em entregar qualidade e conforto para seus clientes, a equipe da Caraigá realiza um trabalho estético nos carros seminovos. Dentre eles, o polimento, que revitaliza toda a carroceria do veículo, deixando-o mais atraente. Além disso, o processo de higienização é feito para garantir um alto nível de limpeza no interior do veículo.

Pagamento

Parceria de algumas redes bancárias, a Caraigá oferece ampla forma de pagamento, partindo do pagamento a vista e chegando ao financiamento de até 100% do valor do veículo. Tudo dependendo do crédito liberado por parte do banco do cliente.

faça um comentários
Carregar mais artigos relacionados
Carregar mais em Jornal de Humaitá

Leia mais

Por que demitir pode não ser a melhor estratégia?

Segundo dados do Caged (Cadastro Geral de Empregados e Desempregados) o Brasil encerrou o …