Em formato de imersão, o objetivo é compartilhar experiências e ferramentas que podem ser usadas no dia seguinte. Inscrições estão abertas

Falta de planejamento e metas mal definidas estão entre os principais erros na gestão de projetos e empresas, ao lado da falta de priorização e reuniões com a equipe. Em uma era de estruturas descentralizadas, a regra é distribuir autonomia e ter ferramentas para tudo. A escola criativa Perestroika começa nesta semana curso sobre Gestão de Projetos, e estudou servidores para lançar o programa Serviço Público com Propósito. Outras oportunidades estão com vagas abertas até o fim do ano.

Não importa o segmento, tamanho ou indústria, 100% das empresas estão sofrendo algum tipo de turbulência e precisam se readaptar. É o que defende um dos fundadores da Perestroika, Felipe Anghinoni. A escola está em 5 cidades brasileiras e já é a maior da indústria criativa na América Latina.

Chave Mestra

O Chave Mestra, curso que começa no fim de setembro na sede brasiliense da escola, foi desenhado para mover adaptações principalmente no nível operacional. “Sobre gestão de equipes, gestão de processos e, enfim, sobre Gestão de Projetos, tem foco em apresentar metodologias e ferramentas para descentralizar operações, e construir um caminho flexível em sintonia com a cultura de rede que está transformando tudo”, promete Felipe.

Entre os principais problemas que mobilizam equipes para a necessidade de mudanças, estão aspectos como: não quebrar projetos em peças menores, não se comunicar regularmente com a equipe, a falta de marcos e também esquecer que gerenciamento de projetos é gerenciamento de pessoas. A Perestroika aposta em metodologias práticas. “Além de usar o aprendizado para gerir um projeto em conjunto, a gente vai receber modelos, frameworks, softwares e aplicativos para sair usando no outro dia. Serve para profissionais de qualquer área”, segundo Anghinoni.

Demos

Cooperação, inovação, impacto positivo e propósito. São algumas das questões que a Perestroika desenvolveu após três anos de pesquisa em Brasília recebendo funcionários públicos como alunos em vários dos cursos disponíveis. Os gestores começaram a sonhar com um curso para a área com a metodologia própria após entender as dinâmicas estatais, a cultura burocrática, os desafios de quem trabalha e as oportunidade de impacto massivo e positivo em todo o território nacional.

O curso já está com inscrições abertas, tem início em novembro e vai oferecer novas referências e formas de atuar para conectar servidores de qualquer setor ou nível, profissionais que desejam reconectar buscas pessoas e profissionais no setor público, equipes de gestão e gestores e líderes da administração pública.

Chora PPT

Em outubro a Perestroika traz Carlos Denisieski, designer gráfico com passagem pelos principais escritórios de design do Rio de Janeiro e de Porto Alegre, antigo coordenador de design do grupo Reserva e sócio-fundador da Macaco Ciano Estúdio Design para ministrar o curso que ensina a fazer apresentações impactantes e memoráveis.

Focado em conceitos que servem para qualquer tipo de plataforma, o curso defende que uma boa apresentação faz a diferença na hora de vender um projeto, apresentar sua empresa e motivar seus funcionários.

Perestroika

Autoproclamada a “pior escola do mundo”, justamente por não se enquadrar aos métodos tradicionais, a escola cria também oportunidades online para estudantes de todos os países. Entre os professores habituais, já tiveram líderes de empresas como Google, Spotify, Vice e Red Bull, além das nacionais Flagcx, Box1824 e Snack.

É na prática real e nos cases de sucesso apresentados pelas próprias testemunhas que a Perestroika investe para extrair o diferencial de cada caso. A escola cria também oportunidades online para estudantes de todos os países e exige dos palestrantes o compartilhamento de aprendizados, de onde nasce a experiência dividida.

Informações: Ludy@perestroika.com.br (61) 9 9974-0066

faça um comentários
Carregar mais artigos relacionados
Carregar mais em Jornal de Humaitá
Comments are closed.

Check Also

O Natal, crise de ansiedade e depressão

Você sabia que aumenta a incidência de casos de crise de ansiedade ou mesmo de depressão c…