Jornal de Humaitá

IFRO e UNIR recebem ícones do pensamento pedagógico brasileiro

IFRO e UNIR recebem ícones do pensamento pedagógico brasileiro

Dermeval Saviani (UNICAMP), José Luís Sanfelice (UNICAMP) e Newton Duarte (UNESP) realizarão Conferências na I JORNADA DO HISTEDBR-RO

Na próxima semana, mais precisamente no período de 11 a 13 de outubro, em Porto Velho, ocorrerá a I JORNADA DO HISTEDBR-RO. A temática central do evento é Educação e Marxismo – 100 anos da Revolução Russa. A Revolução de 1917 inspirou inúmeros outros processos revolucionários e a Educação Socialista fundamentada no marxismo inspirou a principal teoria pedagógica do Brasil: a Pedagogia Histórico-Crítica, formulada por Dermeval Saviani. Além de Saviani, a Jornada também tem presença confirmada do Prof. José Luís Sanfelice e o Prof. Newton Duarte.

O professor Sanfelice tem um vasto currículo: Bacharel e Licenciado em Filosofia (1971), Mestre em Filosofia da Educação (1978) e Doutor em Educação (1985) pela Pontifícia Universidade Católica de São Paulo (PUC-SP). Livre Docência em História da Educação (2001) e Professor Titular (2006) na Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP), onde atuou como docente de 1981 a 2012. Aposentado e Professor Colaborador da UNICAMP 2013-2016. Pesquisador do Grupo de Estudos e Pesquisa História, Sociedade e Educação no Brasil – HISTEDBR e membro do Conselho Editorial da Revista HISTEDBR on-line. Foi Diretor Associado e Diretor da Faculdade de Educação da UNICAMP no período de 1988 a 1996. Atua em História da Educação, História das Instituições Escolares e Política Educacional.

O professor Newton Duarte graduou-se em Pedagogia pela Universidade Federal de São Carlos em 1985 e obteve o título de Mestre em Educação pela mesma universidade em 1987. Defendeu sua tese de doutorado na Faculdade de Educação da UNICAMP, em 1992. Desde 1988 é docente da UNESP e leciona no campus de Araraquara. Nessa universidade obteve, em 1999 o título de Livre-Docente e em 2009 foi nomeado para o cargo de Professor Titular. De agosto de 2003 a junho de 2004 realizou pós-doutorado na Universidade de Toronto, Canadá e de agosto de 2011 a julho de 2012 foi pesquisador visitante na Universidade de Sussex, Inglaterra. Coordena o grupo de pesquisa Estudos Marxistas em Educação que conta com pesquisadores de várias universidades brasileiras. É autor de livros, capítulos de livros e artigos, publicados no Brasil e no exterior. Entre seus trabalhos destacam-se os livros: Os conteúdos escolares e a ressurreição dos mortos (2016); A Individualidade Para Si (2013), Vigotski e o Aprender a Aprender: crítica às apropriações neoliberais e pós-modernas da teoria vigotskiana (2000); Sociedade do Conhecimento ou Sociedade das Ilusões? (2003); Crítica ao Fetichismo da Individualidade (2004); Critical Perspectives on Activity: Explorations across Education, Work and Everyday Life (2006) co-editada com Peter Sawchuk e Mohamed Elhammoumi; Arte, Conhecimento e Paixão na Formação Humana: Sete Ensaios de Pedagogia Histórico-Crítica (2010) em coautoria com Sandra Della Fonte; A Pedagogia Histórico-Crítica e a Luta de Classes na Educação Escolar(2012) em coautoria com Dermeval Saviani. Seus atuais projetos de pesquisa são: 1) A liberdade como uma das categorias nucleares da pedagogia histórico-crítica; 2) Arte e formação humana em Lukács e Vigotski; 3) A perspectiva marxista em educação e as pedagogias contemporâneas.

Na Programação da Jornada, também está prevista para a noite do dia 11, uma Mesa de Debate sobre os 100 anos da Revolução Russa, com os professores Marco Antônio de Oliveira Gomes (Universidade Estadual de Maringá – UEM), Márcio Marinho Martins (IFRO) e Flávio Leite Costa (IFRO). Na tarde do dia 12, também é esperada a participação de Movimentos Sociais do Campo, Movimento Estudantil, Movimento Indígena e Movimento Operário.

Para os organizadores, “com quase 800 inscritos, sendo que destes mais de 120 apresentações de trabalhos, a I JORNADA DO HISTEDBR-RO já cumpriu o seu papel de debater e difundir as contribuições do pensamento marxista no Brasil atual” destaca o Prof. Márcio Martins, do IFRO. A Coordenadora Geral do evento, Prof.ª Dr.ª Marilsa Miranda de Souza (UNIR) considera exitoso o “fato de reunir em único evento, três grandes intelectuais do pensamento pedagógico brasileiro”. “É uma oportunidade única e que atraiu pesquisadores, docentes e estudantes de todo o Estado de Rondônia, do Acre e do Amazonas”, conclui.

programação completa da I JORNADA DO HISTEDBR-RO encontra-se disponível na página: http://www.jornadahistedbr.unir.br/. A Comissão organizadora também já definiu a temática da II Jornada do HISTEDBR-RO para 2018: Os cem anos de Córdoba – atualidade das lutas de resistência em defesa do ensino público e científico. As mobilizações em Córdoba, em 1918, na Argentina se espalharam rapidamente por toda a América Latina e contribuíram para edificar a concepção de Universidades que conhecemos nos dias de hoje: coparticipação dos estudantes na estrutura administrativa; ensino laico, participação livre nas aulas; periodicidade definida e professorado livre das cátedras; caráter público das sessões e instâncias administrativas; extensão da Universidade para além dos seus limites e difusão da cultura universitária; assistência social aos estudantes; autonomia universitária; universidade aberta ao povo. “Consideramos pertinente esta temática, uma vez que a Universidade Pública na América Latina está sob ataque de setores anticientíficos e privatistas”, conclui Marilsa Miranda.

Profª Drª. Marilsa Miranda de Souza

Coordenadora do Grupo De Estudos e Pesquisa – Histedbr/UNIR.

Comentários

Comentários

Jornal de Humaitá

More in Jornal de Humaitá

Bradesco em Humaitá

Cabo Maciel critica serviço oferecido pelo banco Bradesco em Humaitá

Jornal de Humaitá20 de outubro de 2017

Comandante do 4°BPM em Humaitá faz homenagens aos Policiais Militares da Reserva

Jornal de Humaitá20 de outubro de 2017

As mentiras que os candidatos contam

Jornal de Humaitá19 de outubro de 2017

Vídeo: PF deflagra operação contra tráfico de drogas e lavagem de dinheiro em Humaitá

Jornal de Humaitá18 de outubro de 2017

Marido de professora morta brutalmente em Humaitá se entrega nesta terça-feira (17)

Jornal de Humaitá18 de outubro de 2017

Multidão acompanha cortejo da professora Keilyanne Ribeiro

Jornal de Humaitá17 de outubro de 2017

​Editora Leya Realiza evento em Manaus para debater Universos Literários

Jornal de Humaitá17 de outubro de 2017

Urgente: Professora é brutalmente assassinada em Humaitá-AM

Jornal de Humaitá16 de outubro de 2017

“Vou dar o golpe da barriga”, diz Adriane Galisteu em entrevista

Jornal de Humaitá14 de outubro de 2017