Iniciativas para o aprendizado e desenvolvimentos dos alunos nas escolas da Secretaria de Estado de Educação e Qualidade do Ensino (SEDUC) vão além da sala de aula. Uma das escolas que busca envolver os alunos com diferenciais na educação é a Escola Estadual Olga Falcone, localizada na rua Theóphilo de Matos, no Bairro da Paz, Zona Centro-Oeste de Manaus, que faz parte da Coordenadoria Distrital de Educação 3 (CDE 3).

O professor da disciplina de artes, André Henrique Farias, é responsável pelo projeto do jornal da escola ‘Olga News’, partindo de uma ideia criativa com a finalidade de envolver os alunos desenvolvendo suas habilidades e com o propósito de divulgar as ações da escola.

“Eu acho que é uma ideia criativa, partindo da premissa de criar uma publicidade positiva da escola, para mostrar que existem alunos criativos e capazes”, explica o professor André.

O jornal da escola iniciou no mês de abril deste ano, utilizando a plataforma do YouTube como meio de divulgação. Com uma equipe de sete alunos que fazem as reportagens nos eventos da escola e em seguida passa pela edição do professor, até ser divulgada no canal da escola no YouTube ( https://www.youtube.com/channel/UC8t3BFET_Kv8b5SKEoNdf0g )

A aluna Letícia Bruna Ferreira Lacerda, 15, do 9° ano do Ensino Fundamental, sempre gostou de reportagem. “É importante para a gente se desenvolver, porque muitos de nós que estamos participando éramos muito tímidos. Eu ficava muito tímida e gaguejava muito falando em público, agora tenho me comunicado melhor”, destaca Letícia, que anseia cursar Jornalismo na faculdade.

Para o aluno Pedro Henrique Oliveira Paixão, 13, tudo começou na sala de aula. “Depois de uma aula que o professor falou sobre Jornal e Marketing, ele perguntou quem gostaria de participar do projeto, eu fui à procura dele. Desde que entrei no jornal da escola, eu passei a ter mais conhecimento e aprendi bastante”, enfatiza Pedro Henrique que cursa 8°ano do Ensino Fundamental.

A escola Olga Falcone tem um calendário escolar cheio de atividades que envolvem alunos, docentes e pais. Com 1.072 alunos neste ano de 2017, a escola completou 31 anos de existência, tendo alunos do 6º ao 9º ano de Ensino Fundamental e Projeto Avançar. Atualmente a professora Kamilla Queiroz está à frente da gestão da escola.

FOTO: Indira Queiroz/SEDUC

faça um comentários
Carregar mais artigos relacionados
Carregar mais em Educação

Leia mais

Escolas do Amazonas são destaques com bons resultados na aprendizagem

Através do mapeamento de escolas com bons resultados, realizado pela Fundação Lemann, a re…