As mais belas bibliotecas portuguesas – Portugal News

Mais do que um edifício contendo livros, existem bibliotecas em Portugal que são consideradas monumentos. Em algumas bibliotecas, o conhecimento combina arquitetura de vários movimentos artísticos.
Neste artigo, vamos dar uma olhada em algumas das bibliotecas mais bonitas de Portugal.

Biblioteca de zonas

Construída no século XVIII, a biblioteca está localizada ao lado da Faculdade de Direito de Paso Das Escolas, Universidade de Coimbatore. Quanto às bibliotecas monumentais, a Biblioteca Jonina é a mais popular. Mandada construir por D. João V, a obra barroca é conhecida por utilizar ouro na sua decoração. Ele contém cerca de 70.000 livros, alguns dos quais são edições históricas. Para preservar as obras, a biblioteca tornou-se um habitat para morcegos comedores de insetos que afetam a qualidade do papel de livros com séculos de idade. No interior do edifício existem três salas ligadas por arcos. O ouro é o metal decorativo mais utilizado.

Biblioteca do Palácio Nacional de Mafra

A biblioteca está localizada a 25 km do palácio, e foi construída durante o reinado de D. João V durante o período barroco. Esta biblioteca é a sala mais importante do palácio porque contém vários conteúdos científicos e intelectuais da cultura barroca. O edifício ocupa uma área de 943 metros quadrados, e a construção das prateleiras começou em 1771 e agora está organizada como foram deixadas no século XVIII.

Biblioteca da Cruz Vermelha Portuguesa

A Biblioteca da Cruz Vermelha Portuguesa está instalada no Palácio dos contes d’Pitos desde 1935. Tem pinturas no teto e um grande lustre de cristal. A biblioteca, que alguns dizem ser um pequeno exemplar de Salavo Nobray da Academia das Ciências de Lisboa, contém cerca de 20.000 livros.

READ  Paul Root é o homem mais sexy vivo em 2021: Fotos - Hollywood Life

Biblioteca Pública de Évora

A biblioteca foi construída em 1805 pelo Arcebispo Livre Manuel do Senaculo, que representou o Iluminismo português. É um lugar onde, acima de tudo, há embutidos de madeira, arquivos e manuscritos impressos do século XIII ao XX. No total, são mais de seis mil livros impressos.

Palácio da Biblioteca Calvius

Localizada no Combo Grande em Lisboa, a biblioteca era frequentemente visitada por José Saramago, que nomeou a maior sala da biblioteca. Foi construído em 1928 e assenta num edifício simétrico com planta em forma de U. As janelas estão equipadas com equipamentos renascentistas, permitindo a entrada de muita luz natural no edifício.

A maioria das bibliotecas aqui mencionadas são abertas ao público, dando a todos a oportunidade de conhecer um pouco mais sobre a história de Portugal, onde o conhecimento e a sabedoria nesta matéria abundam em casa.

Teremos o maior prazer em ouvir seus pensamentos

Deixe uma Comentário

Jornal de Humaitá