Forte crescimento da área dedicada ao cultivo de frutos de baga em Portugal

A área dedicada à produção de bagas em Portugal atingirá cerca de 5.000 hectares nesta temporada, que cresceu cinco vezes nos últimos anos. Este é um dos temas discutidos pelo grupo de morangos hispano-francês-italiano-português, que recentemente realizou sua reunião anual por videoconferência com a participação de representantes do setor de quatro países.

Esta reunião ajudou a analisar os resultados das campanhas recentes em França, Itália, Portugal e Espanha, que são geralmente bons. Eles também relataram bons dados de consumo em toda a Europa.

Comentando a campanha atual na Espanha, Rafael Domínguez, gerente da Associação de Produtores e Exportadores de Morango de Freshuelva, Huelva, que responde por 95% da produção da província, disse que a área plantada de morangos é de 6.167 hectares, cerca de 1%. Na campanha anterior, foram cultivados morangos numa área de 6.105 hectares. As variedades mais comuns são Fortuna e Rociera, tal como no ano passado; No entanto, a tendência para uma maior diversificação mantém-se, sobretudo nas variedades precoces que permitiram a entrada nos mercados mais cedo do que o habitual.

Eles também destacaram o aumento da desigualdade de gastos observado a partir da temporada anterior, e isso tem sido enfatizado nos últimos tempos, especialmente após a invasão da Ucrânia pela Rússia, que, juntamente com outras graves consequências, leva ao descontrole. Mercado de combustível e energia.

Representantes da Itália, França e Portugal também concordaram que aumentos de preços mais altos afetariam a credibilidade das fazendas, então este tema será discutido na reunião da comissão mista, onde também falarão sobre a crescente concorrência. A aprovação da UE é necessária para o uso de pesticidas adequados para combater países terceiros e pragas no mercado europeu.

READ  Funcionários de emergência de Boulder dizem que duas pessoas estão desaparecidas no incêndio em Marshall

O Comitê de Ligação do Morango da França, Itália, Espanha e Portugal é composto por representantes de associações de fabricantes e exportadores de quatro países, incluindo funcionários da Freshuelva-Fepex e suas respectivas administrações. É também um dos grupos de ligação de produtos formados no âmbito do Comité Misto das Frutas e Legumes, cuja reunião terá lugar no dia 31 de maio em Portugal.

Teremos o maior prazer em ouvir seus pensamentos

Deixe uma Comentário

Jornal de Humaitá