“Luz verde” para o maior parque solar da Europa no Alentejo

Localizada no município Santiago de CasemPerto de Sines, a infraestrutura terá uma capacidade instalada de 1.200 megawatts (MW) e deverá estar operacional até 2025, permitindo a criação de 2.500 postos de trabalho, “maioritariamente por trabalhadores locais”.

“A central de Fernando Pessoa, que leva o nome do poeta, vai fornecer energia limpa, barata e de produção local suficiente para satisfazer as necessidades anuais de cerca de 430 mil habitações, uma população equivalente ao dobro da cidade do Porto”.

A instalação, cuja ligação à rede já se encontra contratada com a Rede Energética Nacional (REN), para evitar o consumo de gás de 370 milhões de metros cúbicos por ano, quantidade necessária para produzir a mesma quantidade de energia em um ciclo combinado.

Em termos de conservação da biodiversidade, a Iberdrola explica que a terra pode ser utilizada por pastores locais, “serão introduzidas pastagens para ovelhas e apicultura, o que contribuirá para melhorar a estabilidade dos ecossistemas e aumentar o rendimento do cultivo nas terras agrícolas circundantes”. Além disso, serão realizadas plantações de árvores nativas em vez de eucaliptos nas áreas ao redor da infraestrutura.

O Parque Solar Fernando Pessoa da Iberdrola faz parte de um investimento de 3 bilhões de euros em energia eólica e solar que deverá ser implementado em Portugal nos próximos anos.

“A instalação de energia solar de Fernando Pessoa cria um novo marco na Europa ao criar impactos ambientais e sociais positivos e tangíveis nas ambições de energia limpa”, disse Ignacio Galán, presidente da Iberdrola.

READ  Bernardo e Cancello estão a par com Portugal Espanha

Teremos o maior prazer em ouvir seus pensamentos

Deixe uma Comentário

Jornal de Humaitá