Palácio Ludovice Wine Hotel & Casa Palmela

Vais para Portugal este verão. Definitivamente você. Quando visitei no mês passado, eles já começavam a chegar: uma multidão de fãs portugueses segurando o país na lista permanente de “it” da viagem. Assim, apesar das multidões, o segredo para umas férias paradisíacas: duas qualidades para estar à frente de todos.

Ludovic Palace Wine Hotel Como seria a capital de um país com mais de 300 variedades de uvas? Não. Existe um hotel vínico? Primeiro olhar – é um palácio. Na verdade: a antiga casa particular de João Frederico Ludovic, arquiteto de D. João V no século XVIII, uma igreja com azulejos brancos e azuis do século XVIII, varandas com vistas magníficas da cidade, ícones maçônicos, pinturas e telhados de estuque. Uma majestosa escadaria — toda restaurada com grande dificuldade pelo arquiteto português Miguel Concio Martின்nez, é mais conhecida pelo seu trabalho no Buddha Bar em Paris e no Opium em Londres. Um pedaço de história no coração de Lisboa Aberto aos hóspedes no início deste anoCom 61 quartos e suítes ridiculamente confortáveis.

E, sim, álcool. Está em todos os lugares: na sala de degustação ao lado do lobby; Bar, antiga adega com parede inteira de tipo português; No esquema de design, os tapetes verdes e as varandas de latão são decorados com elegantes bandeiras; Em uma pequena academia que já existiu Solar do Vinho do Porto; E-a melhor parte!-No seu quarto, uma pequena garrafa e sobremesa todas as noites aparecerão magicamente.

No belo restaurante Federico, os pratos locais com sotaque francês são desejáveis ​​e criativos: banquete Sanfana, Caldeirada de cabra tradicional portuguesa, servida com puré de batata processado e grelos; Carpaccio de Tamboril Fashionfruit; Got Confit com Pés de Porco de Grão de Bico e Coentros; E torta de soro de leite Café com sorvete e calda de caramelo. Claro que os belos e sábios Somiliers Armindo Saraiva e Tania Silva estão prontos para acompanhar o seu casal e não deixe de provar os melhores vinhos da gigantesca carta de vinhos, como o Tinta Negra da Madeira e o Alicante Bouchet do Alcarve.

Hotel Gaza Palmela Alguns dias no hotel vínico irão induzi-lo a dormir na vinha. Hotel Gaza Palmela Pode fazê-lo enquanto serve um parque nacional repleto de rochas calcárias e um antigo mosteiro, aldeias património local — a menos de 30 minutos de Lisboa numa zona pouco descoberta pelas massas, com praias de areia dourada e praias de areia dourada varridas.

Arabida, um parque natural de 10.000 hectares, está localizado entre as cidades de Sethupal, Acetavo e Chesimbra, que significa “lugar de oração” em árabe; Depois de conferir o Hotel Gaza Palmela no seu centro, você realmente fará uma oração de agradecimento. Localizado Quinta do EstevalUma bela decoração17º– Casa senhorial centenária aninhada entre 170 hectares de vinhas montanhosas de Syra e Mosquito, este é o melhor segredo do país. Ou passeando pelo terreno assim que chego, o local perfeito para piscinas, um pequeno spa projetado como um humilde celeiro, calçadas ladeadas de hortas e cerejeiras, sobreiros e oliveiras (e um projeto de paisagem sonora legal que vai em breve permitirão que os hóspedes aproveitem as estações com uma experiência de áudio Bluetooth). . Em todos os lugares que eu gostaria de sentar e ouvir a sinfonia dos pássaros, ou ver o sol e as nuvens fazerem um show de luzes nas majestosas montanhas, duas cadeiras foram colocadas ali.

Depois do meu primeiro jantar no Hotel Gaza Palmela, o chef foi apreciado por todos. Isso mesmo. A carta é enorme, variada e impecável: sopa de perdiz com ovo e hortelã, risotto de pato e salsicha, Got Tartar Caspacho num prato que parece arte moderna, John Tory com arroz de lima e rodas e, o meu favorito, Imagem PavAcompanha ensopado de peixe e marisco Polo de CocoPão grosso com pesto de manjericão.

Fiquei com nojo de deixar a propriedade, mas — o que mais? — o álcool me fascinou. Existem três grandes adegas na zona, incluindo a Bacalhôa Vinhos de Portugal, uma dezena de pequenas boutiques e a bela. Quinta de Alcup, imersa em história e cenas. Ainda havia muito o que fazer depois disso. Pode aprender a fazê-lo em aldeias próximas como Azeitão DOP Queijo AzeitãoUm queijo local popular ou uma pintura artesanal Azulejos O azulejo em São Simo é uma das poucas oficinas de artesanato do mundo ainda em prática. Vale a pena explorar o vasto mosteiro de Arapita, do século XVI, fundado pelos franciscanos em 1542 e oferece algumas vistas famosas. Prove as ostras frescas de Sato na fazenda de ostras local; Descubra a alegria do leilão de peixe – sim, Leilão de peixe– No local histórico Mercado de abastecimento Em Setúpal.

Claro, vá à praia – esta área é um dos melhores lugares da região. Em uma dessas praias você encontrará outra joia escondida: o Restaurante Farol, onde você pode se deliciar com a nova pesca local e saborear o caril de lagosta da mais alta qualidade enquanto observa a dança dos golfinhos – sim, tome um copo. vinho verde.

READ  Os líderes separatistas já haviam gravado seus apelos em vídeo e programas de metadados

Teremos o maior prazer em ouvir seus pensamentos

Deixe uma Comentário

Jornal de Humaitá