Portugueses isentos de direitos aduaneiros serão geridos por irlandeses

A ANA – Aeroportos de Portugal escolheu a empresa irlandesa Aer Rianta International (ARI) para assumir a concessão das lojas duty free e duty paid nos aeroportos nacionais, terminando assim o contrato com as Lojas Francas Portuguesas (LFP).

Em comunicado, a empresa portuguesa explica que esta joint venture entrará em vigor a 1 de junho deste ano e manter-se-á em vigor durante sete anos.

A concessão de mais de 34 espaços comerciais é gerida desde 1995 pelas Lojas Francas Portuguesas (LFP) – criada a partir de uma parceria entre a Vinci Airports (51%) e a suíça Dufry (49%) -, mas o contrato termina este mês .

A concessão de mais de 34 espaços comerciais, incluindo lojas âncoras duty free, lojas satélites e lojas de moda/bebidas, com uma área total aproximada de 9.500 metros quadrados, será atribuída por sete anos à Irish Aer Rianta International (ARI) , disse a ANA em comunicado. A empresa é de propriedade da DAA, uma empresa semi-estatal de comércio de aeroportos na Irlanda.

A operação arranca a 1 de junho e o contrato abrange oito aeroportos: Lisboa, Porto, Faro, Madeira, Porto Santo, Ponta Delgada, Santa Maria e Horta.

Do lado da ANA, o CCO Thierry Ligonnière afirma que a concessionária procurava um “parceiro de negócios com experiência no setor de retalho de viagem e com forte alinhamento com as prioridades da VINCI Airports”.

Por sua vez, o CEO da ARI, Ray Hernan, diz estar “extremamente satisfeito e animado” por ter sido escolhido. “Com mais de 70 anos de experiência no negócio duty free, vamos trazer para Portugal o nosso serviço de classe mundial e a nossa vasta gama de marcas. Juntamente com a equipa da ANA, vamos disponibilizar uma oferta excecional especialmente adequada a cada um dos aeroportos”.

READ  Um irmão no Reino Unido diz que o homem que fez refém a sinagoga do Texas tinha 'problemas de saúde mental'

Teremos o maior prazer em ouvir seus pensamentos

Deixe uma Comentário

Jornal de Humaitá