Uma viagem a Bruxelas para os melhores colecionadores de autógrafos

“O objetivo é premiar as pessoas que estão mais empenhadas nesta causa”, disse à Lusa o líder social-democrata regional Cristão Norte, acrescentando que a petição “já tem mais de 1.000 assinaturas”.

“Cinco pessoas que recolhem mais assinaturas”, lê-se na mensagem de Cristóvao Norte nas redes sociais […] Uma viagem com alojamento é oferecida para visitar o Parlamento Europeu em Bruxelas entre 28 e 30 de novembro.

O PSD/Algarve pretende atingir as 7.500 assinaturas até ao final do ano, número necessário para a construção do novo Hospital Central do Algarve a ser debatido na Assembleia da República.

Cristóvão Norte assegurou que “o povo é a favor” desta construção, mas o objecto foi “prometido há muito tempo e adiado há muito tempo”, e é importante fazer coisas assim.

“básico”

De acordo com o texto da petição enviada ao primeiro-ministro António Costa, “a construção do novo Hospital Central do Algarve é uma necessidade inegável para a região”.

De acordo com a petição, desde 2003, o hospital é considerado uma “infraestrutura básica” por “todos os governos, partidos, parlamentares, vereadores, associações, sindicatos etc, sem exceção”.

Recorda que em 2005 o Gabinete do Governo encomendou um estudo no qual o Hospital Central do Algarve ficou em segundo lugar no “ranking de prioridades para a construção de novas unidades hospitalares”.

No entanto, a construção da infraestrutura nunca foi adiante e “não se sabe que nenhum processo decisório se tornou realidade”.

“Este adiamento é muito prejudicial para os interesses da região e dos Algarves, mas também para o país”, insiste a petição.

O plano para um novo hospital no Algarve remonta a 2002, quando o então ministro da Saúde, Luís Philippe Pereira (PSD), constituiu uma comissão interdepartamental para dar início a parcerias público-privadas, incluindo uma nova unidade hospitalar. No Parque das Ciudads, entre Faro e Lule.

READ  Portugal e Malta são considerados os menos afetados pela guerra na Ucrânia

No ano seguinte, em 2003, foi aprovado o terreno para sua construção, em 2007, foi aprovado o perfil de atendimento e dimensões, e em 2008, o então primeiro-ministro José Sócrates (PS), chegou a lançar a primeira pedra do hospital. , que estará pronto em 2013.

A petição pode ser assinada ‘online’ https://peticaopublica.com/pview.aspx?pi=PT113410.

Teremos o maior prazer em ouvir seus pensamentos

Deixe uma Comentário

Jornal de Humaitá