Euro 75: O Som e a Fúria (Portugal) | Recursos

Precisa saber: Criada por Louis Urbano em 1998, a bandeira portuguesa O Som e Furia, com sede em Lisboa, tornou-se uma co-produtora de cineastas europeus, ao mesmo tempo em que estabelece fortes laços com outras regiões, como o Brasil. E Argentina. Trabalhou com vários cineastas internacionais, incluindo os diretores americanos Eugene Green e Ira Sox, FJ Osang da França, Lucrezia Martel da Argentina e Lies Botansky e Felipe Bragança do Brasil. O Som e Furia aliado português Todo mundo ama Jean, O primeiro longa da cineasta francesa Celine Devox selecionado para a Semana da Crítica em Cannes. Continua a trabalhar com cineastas portugueses como Miguel Gomez, Sandro Aguilar, Ivo M Ferreira, João Nikolaev e Salome Lamas.

Pessoal-chave: Luis Urbano, fundador e produtor; Sandro Aguilar, gerente, diretor e editor.

Visita: Direção de Ferreira Projeto global Recurso para TV e streaming e minissérie de seis partes. Lançado em 2024, o projeto ambientado em Portugal começa na década de 1980 e conta a história de uma mulher que se junta a uma equipe de extrema esquerda após a Revolução Armada. O Delmo Churro executa o recurso de Lisboa Índia Ela co-escreveu o roteiro com Mariana Ricardo sobre uma brasileira e conheceu três gerações de homens em uma família. Um documentário especial de Maureen Fosentero também está em pré-produção Temporadas A história real e descoberta da região portuguesa de Allendez e das pessoas que ali viveram.

Luis Urbano disse: “As coproduções internacionais ajudam a entregar projetos localmente e oferecem mais oportunidades na Europa e internacionalmente. Naturalmente desenvolvemos editoriais com nossos cineastas para ganhar vibrações globais.

Contato: geral@osomeafuria.com

READ  Rams vence 49ers e avança para o Super Bowl: atualizações de placar ao vivo

Teremos o maior prazer em ouvir seus pensamentos

Deixe uma Comentário

Jornal de Humaitá