Portugal continua a crescer à medida que a Europa desacelera

De acordo com dados publicados Eurostat, a zona do euro caiu 0,2% em termos trimestrais e 2,1% em termos homólogos. Em ambos os casos, Portugal é uma das economias que mais crescem, mas apenas dez outros países dispõem de dados.

De acordo com um relatório ECO, as economias do euro cresceram 0,8% no segundo trimestre, antes de desacelerar para 0,2% nos três meses seguintes. Os indicadores apontam para o desempenho mais fraco desde a recuperação da pandemia de Covid-19 no segundo trimestre de 2021 e a transição de um período expansionista de contração económica no quarto trimestre. Apesar das medidas já tomadas a nível europeu, este desempenho pode ser parcialmente explicado pelo facto de as taxas de inflação continuarem a bater recordes e os preços da energia estarem em valores muito elevados, o que obriga o Banco Central Europeu a prosseguir a política de subida das taxas de juro. taxas, o que tem um efeito de arrastamento nas economias.

Na comparação com o mesmo período do ano passado, o crescimento no terceiro trimestre foi de 2,1%, contra os 4,3% registrados há três meses, desempenho que atendeu às expectativas dos analistas.

Desenvolvimento de Portugal

Tendo em conta os dados das dez economias já disponíveis, Portugal é o país mais desenvolvido numa base homóloga, com uma evolução do PIB de 4,9%, seguido de Espanha com 3,8%. .

Mas numa comparação em cadeia que permite conhecer melhor o ritmo de desempenho das economias, a Suécia é o país mais desenvolvido (0,7%), seguida da Itália (0,5%) e de Portugal e Lituânia. com um crescimento de 0,4%. Mas nestas economias as tendências foram diferentes, pois Estocolmo estagnou em 0,7%, Lisboa e Vilnius cresceram face ao segundo trimestre e Roma abrandou face aos três meses anteriores.

READ  O brigadeiro-general Charles McGee, um dos últimos membros remanescentes da Força Aérea da Toscana, morre aos 102 anos

Os dados do Eurostat revelam que algumas economias já estão em território negativo no terceiro trimestre. Na Letônia, o PIB encolheu 1,7% após crescimento zero no segundo trimestre, na Áustria, o PIB caiu 0,1%, contra um crescimento de 1,9% há três meses, e na Bélgica encolheu 0,1%. Após um crescimento de 0,5% no segundo trimestre.

Teremos o maior prazer em ouvir seus pensamentos

Deixe uma Comentário

Jornal de Humaitá