Um novo bairro está a ser desenvolvido em Lisboa

Lisboa alberga muitos projetos imobiliários, mas nenhum destes projetos é concebido como um verdadeiro bairro lisboeta que no futuro se tornará parte da Lisboa Histórica. Novo Novo campo O projeto é bem diferente e, como um bairro tradicional, oferece uma mistura de edifícios residenciais, comerciais e comerciais.

O projeto pretende criar um novo e pioneiro ponto de atração na cidade que leve os lisboetas a verem a continuação do Campo Grande como um novo espaço para viver, trabalhar, comer, passear, fazer compras ou simplesmente escolher. passar tempo junto. O objetivo é que dentro de alguns anos os seus moradores digam “sou de Campo Novo”, como hoje as pessoas que cresceram em Alfama ou Alcântara dizem pertencer a esses bairros.

Novo campo Alargar o eixo central de Lisboa para além do jardim do Campo Grande. É um eixo que começa no Terreiro do Paço, passa pelo Marquês de Pombal, Avenidas Novas e atualmente para no Campo Grande. A posição de Lisboa no mundo e o seu crescimento levaram a cidade a renovar-se a nível urbano, expandindo o seu núcleo em novas direções e dotando os seus cidadãos de novas infraestruturas urbanas.

Promovido pela NORFIN, empresa portuguesa líder na gestão de investimentos imobiliários, o novo bairro de Alfacinha promete revolucionar a zona do Campo Grande. Combina a proximidade comum dos bairros de Lisboa com a modernidade das cidades contemporâneas, ao mesmo tempo que abraça a tecnologia e a sustentabilidade.


Para Francisco Sotomayor, CEO da Norbin: “Este é um projeto histórico porque é o primeiro bairro renovado no centro da cidade. Combo novembrooh O bairro trará a Lisboa um renovado e vibrante centro residencial, empresarial e comercial, e a Campo Grande o centro e vivência de uma grande praça que convida os moradores e toda a vizinhança a usufruir do espaço que liga as casas. Áreas de trabalho, restaurante e varejo.

READ  Em 2021, um grande número de americanos terá deixado seus empregos

O empreendimento de 80.000 m2 é composto por três edifícios residenciais (30.300 m2) e quatro edifícios de escritórios (37.600 m2) ligados a uma área comercial de 11.100 m2, com cerca de 19 lojas, 15 restaurantes e 7 quiosques, nas imediações de negócios tradicionais. E a conveniência do varejo existente será incluída. Inclui 20.000 m2 de jardins, ciclovia e mais de 2.200 lugares de estacionamento.

Residência

Os três edifícios residenciais, projectados pelo gabinete de arquitectura Saraiva e Associados, são compostos por 245 apartamentos de tipologias T1 a T4 com varandas, com preços de venda a partir de 380.000€. As plantas baixas têm um layout interior flexível e modular.

Os apartamentos estão localizados em condomínios exclusivos, com piscina, rooftop, espaços de coworking, kids club, ginásio e acesso direto à zona comercial. Para incentivar a mobilidade verde, serão criados pontos de carregamento para veículos elétricos e estacionamento para bicicletas.

Escritórios

Localizado numa zona integrada de escritórios e com acesso a uma vasta oferta de transportes públicos, o Campo Novo vai permitir a expansão da zona empresarial central de Lisboa. Oferece uma área total construída de 37.600m2 em quatro edifícios certificados LEED Gold projetados pelo escritório REIF da Sony Sierra.

Pretende atrair empresas nacionais e multinacionais que procuram escritórios estáveis, sustentáveis, com luz natural e instalações completas que respondam às novas tendências de trabalho.

Vendas no varejo

Abrangendo uma área de 11.100 m2 e gerida pela Soné Sierra, a área comercial será a ligação entre as áreas residencial e comercial deste novo bairro. É composto por 19 lojas, 15 restaurantes e 7 quiosques, aliando a qualidade e proximidade do comércio tradicional à comodidade do retalho moderno.

Teremos o maior prazer em ouvir seus pensamentos

Deixe uma Comentário

Jornal de Humaitá