Uma redução de 44% nos quartos disponíveis para aluguel está elevando os preços

Um estudo sobre a oferta de quartos em oito cidades portuguesas constatou que a quebra da “quota” de quartos para arrendamento foi pronunciada em todas elas, sendo a maioria superior a 60%. A maior redução foi observada no Porto (-84%), seguido de Lisboa (-77%), Leiria (-71%), Aveiro (-69%), Setúbal (-69%), Faro (-67%), Praga (-67%) e Coimbra (-39%). Nas cidades analisadas, não foi evidenciado aumento na oferta de quartos para aluguel no último ano.

A diminuição da oferta de quartos aumentou os preços em todas as cidades analisadas, com exceção de Faro e Praga, que desceram 1,9% e 1% respetivamente. Foi no Porto que os preços dos quartos para arrendamento mais subiram, 20% mais do que há um ano. Aveiro (19,8%), seguida de Lisboa (18,1%), Leiria (12,2%), Coimbra (8,2%) e Setúbal (4,7%).

Lisboa continua a ser a cidade com os quartos mais caros para alugar em Portugal, com preços médios de 420€/mês, seguindo-se o Porto (350€/mês), Aveiro (300€/mês), Setúbal (300€/mês) e Faro (300€/mês). ). Por outro lado, entre as cidades analisadas, os locais mais económicos para alugar um quarto são Coimbra (220 euros/mês), Leiria (230 euros/mês) e Praga (260 euros/mês).

READ  Navios petroleiros russos desaparecem dos sistemas de vigilância perto das ilhas portuguesas dos Açores quando operação sombria 'alcança o céu' em meio à guerra na Ucrânia

Teremos o maior prazer em ouvir seus pensamentos

Deixe uma Comentário

Jornal de Humaitá